1 de novembro de 2009

Crucifixo e a Ordem da igreja

TABERNÁCULO DE CRISTO



Maldito o homem que fizer imagem de escultura ou de fundição, abominação ao SENHOR, obra da mão do artífice, e a puser em um lugar escondido! E todo o povo responderá e dirá: Amém! Deuteronômio 27:15

Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Êxodo 20:4

Para explicarmos ou podermos dar significado a certas imagens, nossa mente precisa se mexer e acrescentar algumas coisinhas. Para que se possa compreender a diferença entre símbolos sagrados e pagãos, vamos descer primeiro as raízes, na Mensagem do irmão Branham que diz o seguinte:

TABERNÁCULO DE CRISTO

MENSAGEM: A REVELAÇÃO DOS SETE SELOS –
DEUS ESCONDIDO E REVELADO EM SIMPLICIDADE -1963
24 Agora, nisto, a razão pela qual não estou anunciando reuniões de oração pelos enfermos, e assim por diante, é porque estou... Estou hospedado com alguns amigos, e estou dedicando cada minuto do meu tempo ao estudo e à oração. E vocês sabem da visão que tive pouco antes de sair e partir para o oeste, daqueles sete Anjos que vieram voando. Vocês compreenderão isto um pouquinho mais tarde.
25 Então agora, no edifício, eu acho que devíamos ter isto, se foi dedicado, ou será dedicado em poucos minutos, para a adoração de Deus, deveríamos mantê-lo desta forma. Nunca deveríamos comprar ou vender dentro do edifício. Nunca deveríamos fazer nenhum negócio neste auditório aqui. Isto nunca deveria ser feito aqui, isto é, coisas como permitir que venham ministros e vendam livros e tudo mais. Não importa o que seja, há outros lugares para fazer isto. Nós -- nós não deveríamos comprar nem vender na casa do nosso Senhor. Ela deveria ser um lugar de -- de adoração; santo, consagrado para esse propósito. Vêem? Agora, Ele nos deu um lugar agradável. Vamos dedicá-lo a Ele, e juntamente com ele, vamos dedicar a nós mesmos a Ele.
26 E agora, isto pode parecer um pouquinho rude, mas não é um lugar para se fazer visitas. É um lugar de adoração. Nunca deveríamos nem mesmo murmurar uma só palavra aqui dentro, fora da adoração, um ao outro, a menos que fosse absolutamente necessário. Vêem? Nunca deveríamos formar grupinhos por aqui. Nunca deveríamos correr através do edifício, ou deixar nossos filhos correrem pelo edifício. E então, agindo assim, sentindo isso há não muito tempo atrás, fazendo isto, nós o construímos, então podemos cuidar de tudo isto. Agora, temos isto estabelecido aqui. Naturalmente, muitas pessoas são estranhas. O pessoal do Tabernáculo sabe disto, que o edifício será dedicado ao serviço do Todo Poderoso. Portanto, dedicando a nós mesmos, vamos nos lembrar, quando entrarmos neste santuário, de ficar em silêncio um com o outro e adorarmos a Deus.
27 Se desejamos visitar um ao outro, existem lugares para visitarmos uns aos outros assim. Mas nunca andando por aí, onde você mesmo não possa ouvir e se concentrar, e alguma pessoa entra, e elas simplesmente não sabem o que fazer, vejam, há muito barulho e coisas. Isto é humanamente... E tenho visto isto nas igrejas até isto me fazer sentir bastante mal. Porque não entramos no santuário do Senhor para encontrar uns com os outros. Nós vimos aqui para adorar a Deus e então voltarmos para nossas casas. Este santuário é dedicado à adoração. Quando... Lá fora, converse qualquer coisa que você desejar, contanto que seja correto e sagrado. Vá à casa um do outro. Visite um ao outro nas residências. Mas quando você entrar por aquela porta, mantenha-se quieto.
28 Você vem aqui para falar com Ele e permitir que Ele fale com você. O problema é que nós realmente conversamos muito e não ouvimos o suficiente. Então quando entrarmos aqui, esperemos por Ele.
29 Agora, no velho tabernáculo, talvez não haja nenhuma pessoa presente nesta manhã que esteve ali no dia da dedicação, quando o Major Ulrich tocou a música. E eu fiquei atrás de três cruzes aqui para dedicar o lugar. Eu não permitia que ninguém... Os porteiros ficavam de pé na porta, para que ninguém conversasse. Quando você terminava sua conversa lá fora, você entrava. Se você desejava, silenciosamente vinha até o altar e orava silenciosamente. Voltava para o seu lugar, abria a Bíblia. O que o seu vizinho fazia, aquilo era com ele. Você não tinha nada a dizer. Se você desejava falar com ele, dizia: “Falaremos lá fora. Estou aqui para adorar o Senhor.” A gente lia a Sua Palavra ou ficava assentado quietamente.
30 E, então, a música. A irmã Gertie, eu não sei se ela está aqui nesta manhã ou não, irmã Gibbs. O velho piano, eu creio, colocado ali atrás naquele canto no melhor de minha lembrança. E ela tocava suavemente: “Foi na cruz onde meu Salvador morreu”, uma música muito suave e dócil, e -- e então até chegar a hora do culto. O líder de cântico subia e dirigia uns dois hinos congregacionais. E então se eles tinham algum solo especial, eles o cantavam. Mas nunca aqueles exageros. E então a música era continuamente tocada. E logo quando eu ouvia aquilo, eu sabia que era a minha hora de sair.
31 Quando um ministro entra em uma congregação de pessoas que estão orando e ungidas pelo Espírito, você está fadado a ouvir do Céu. Isto é tudo. Não há como impedir isto. Mas se você entra em uma confusão, então você -- você está -- você fica tão confuso, e o Espírito se entristece; e nós não queremos isto, não. Nós queremos vir aqui para adorar. Nós temos bons lares, vou falar a respeito disso num minuto, e assim por diante; em casa, onde visitarmos nossos amigos. E os levar. Esta é a casa do Senhor.
32 Agora, há criancinhas, agora bebezinhos. Ora, eles não sabem melhor. Eles, A única maneira pela qual eles podem obter o que necessitam é chorando por aquilo. E às vezes é um gole de água, e às vezes eles precisam de atenção. E então temos, pela graça de Deus, dedicado um cômodo. Ele foi chamado na lista de “quarto do choro”, mas ele está bem na minha frente. É, em outras palavras, onde as mães podem levar os seus bebês.
33 Agora, talvez isto nunca tenha me incomodado aqui no púlpito. Talvez eu nem mesmo perceba isto, estando ungido. Mas há outras pessoas assentadas perto, e isto as incomoda, vejam, e elas vêm aqui para ouvir o culto. Então, mães, se os seus bebês começarem a choramingar, vocês não podem evitar isto. Ora, claro que isto é um... Vocês devem, vocês devem trazê-los. Uma verdadeira mãe deseja trazer seu bebê à igreja, e esta é a coisa que você deveria fazer.
34 E temos um cômodo ali de onde podem ver cada canto do edifício, todo o auditório; e um alto-falante ali, onde você pode controlar o volume do jeito que você quiser; com um -- um banheirinho no canto, e uma pia e tudo mais exatamente para o conforto das mães. Com cadeiras e coisas, onde vocês podem se assentar; lugar para trocar o seu bebê se ele precisar ser trocado e tudo mais colocado ali. Está tudo preparado.
35 E então, muitas vezes os filhos adolescentes e às vezes os adultos chegam a... Você sabe, os jovens passam bilhetinhos ou fazem palhaçadas ou fazem coisas na igreja. Agora, você tem a idade suficiente para saber melhor do que isto. Vêem? Você deveria saber melhor do que isto. Vêem? Você não deveria vir aqui... Se você espera ser um verdadeiro homem algum dia e criar uma família para o Reino de Deus, então comece pelo princípio, veja você, e -- e aja corretamente e faça o que é certo, e agora, claro.
36 Agora, os porteiros estão nos cantos do edifício, e assim por diante. E se houver qualquer comportamento duvidoso, eles estão -- eles estão ordenados, como parte de seu dever, e os administradores assentados aqui na frente, pois no caso de alguém ter um mal comportamento, eles estão encarregados de pedir a pessoa para ficar quieta.
37 Então se elas não tiverem este respeito, seria melhor que outra pessoa ocupasse o lugar, porque há alguém que deseja ouvir. Há alguém que veio para esse propósito, para ouvir. E é para isto que estamos aqui, é para ouvir a Palavra do Senhor. E então todos desejam ouvir, e desejamos isto tão silenciosamente o quanto possam ficar. Exatamente tão quietos o quanto possam ser; é isto, não um punhado de conversa e comportamento duvidoso.
38 Naturalmente, alguém está adorando o Senhor; é isto que é esperado. Isto é o que deveria ser. É para isto que você está aqui, é para adorar ao Senhor. E se você sente vontade de louvar a Deus ou gritar, simplesmente vá em frente, vejam, porque é para isto que você está aqui, vejam é para adorar o Senhor na sua própria maneira de adoração. Mas ninguém consegue adorar ao Senhor enquanto você está conversando e passando bilhetinhos, e você está ajudando alguém a se afastar da adoração ao Senhor, vejam, então nós sentimos que isto seria errado. E queremos fazer disto um regulamento em nossa igreja, que em nossa congregação, neste edifício, que esta igreja seja dedicada ao Reino de Deus e para a pregação da Palavra. Ore! Adore! Esta é a razão de você vir aqui, para adorar, então.
39 E outra coisa, quando o culto termina, geralmente as pessoas nas igrejas... Eu não -- eu não creio que aconteça aqui, porque geralmente me vou, vejam porque eu vou embora.
40 Mesmo quando estou pregando em outros cultos, a unção chega, e as visões acontecem. E eu fico exausto, e eu vou ali para dentro do quarto. E às vezes Billy ou alguns dos homens têm que me levar para casa e me deixar descansar um pouco, até eu sair daquilo, porque a pressão é muita.
41 E então eu tenho visto igrejas, onde eles permitem que as crianças corram por todo o santuário, e -- e os adultos levantam e gritam para o outro que está ali do outro lado. Esta é uma boa maneira para arruinar o culto daquela noite, ou seja qual for o tempo. Vêem?
42 Tão logo que o culto termine, saia do auditório. Você passou pela adoração então. Assim, saia e fale um com o outro, e seja o que for que você deseja fazer. Se você tem algo que deseja falar com alguém, vê-los, ora, vá com eles ou para sua casa ou seja o que for, mas não faça isto no auditório. Vamos dedicar isto a Deus. Vêem? Este é o seu lugar de reunião, onde nos encontramos com Ele. Vêem? E a lei começa no santuário, naturalmente. E eu -- eu creio que isso agradaria nosso Pai Celestial.
43 E então quando você chega e começa a descobrir que aqueles dons estão começando a cair entre vocês... Agora, geralmente isto... Eu espero que isto nunca aconteça aqui; mas, quando as pessoas têm uma igreja nova, a primeira coisa que você sabe, a congregação começa a ficar formal. Vocês nunca queiram que isto aconteça. Além do mais, este é um lugar de adoração. Esta é a casa do Senhor. E se os dons espirituais começarem a chegar no vosso meio...
44 Eu compreendo que desde que eu parti, pessoas de diferentes partes do país têm mudado para cá para fazer daqui seu lar. Estou agradecido, agradecido a Deus, pois eu creio que...
45 Na manhã quando eu dediquei e lancei aquela pedra fundamental ali, como um jovem, eu orei pela sua permanência até a vinda de Jesus Cristo. E quando eu o fiz, devendo milhares de dólares, e eles... Você podia levantar uma oferta numa congregação deste tamanho e arrecadava trinta ou quarenta centavos, e nosso compromisso era algo em torno de 150 ou 200 dólares por mês. Como eu poderia alguma vez fazer isto? E eu sabia que estava trabalhando, e que eu pagaria aquilo. Eu... dezessete anos de pastoreio sem pegar um centavo, mas dando tudo que eu mesmo possuía, dos meus ganhos particulares; e tudo aquilo vinha para a caixinha lá atrás, para o Reino de Deus.
46 E as pessoas profetizavam e prediziam que dentro do prazo de um ano isto se transformaria em uma garagem. Satanás tentou tirá-lo de nós certa vez numa irregularidade, na fraude de um processo judicial. Certo homem alegou ter machucado o seu pé enquanto ele estava trabalhando nisto, e então saiu, e então... E ele processou e queria tomar o Tabernáculo. E durante semanas eu fiquei a postos. Apesar de todo desentendimento e das predições e do que eles disseram, ele está de pé hoje como um dos mais bonitos auditórios e uma das melhores igrejas que existe nos Estados Unidos. Isto é correto.
47 Daqui tem saído a Palavra do Deus Vivo para todo o mundo, vejam, ao redor do mundo; e ela tem constantemente completado o seu círculo ao redor do globo em cada nação sob o céu, até onde sabemos, ao redor e ao redor do mundo. Que possamos ser agradecidos por isto. Sejamos gratos por isto.
48 E agora que temos um local para habitarmos, um teto sobre nossa cabeça, uma igreja limpa e agradável onde nos assentarmos, vamos nos dedicar novamente ao dever e consagrarmos a nós mesmos a Cristo.
49 E o irmão Neville, nosso nobre irmão e verdadeiro pastor, servo do Deus Vivo. Até onde este homem conhece a Mensagem, ele a segura com tudo que ele tem. Isto é correto. Ele é uma pessoa gentil. Ele é um pouquinho medroso para... ou melhor, medroso não; eu não quis dizer isto. Mas ele é tão, tão gentil, ele simplesmente não fala, sabe, para dizer uma coisa que seja dura e que fira como “assente-se!” Ou “fique calado!” Eu -- eu tenho observado isto e ouvido as fitas por detrás.
50 Mas, acontece que eu posso fazer isto. Então eu -- eu... E eu -- eu quero que vocês recordem minhas palavras, vejam vocês. E tudo isto está sendo gravado, veja. Tudo está sendo gravado. E por favor, que cada diácono fique no seu posto de dever, e recorde que você está sob uma comissão de Deus, para sustentar este posto sagrado. Vêem? Do mesmo modo cada administrador. O pastor tem que trazer...
51 Não é dever do pastor ter que dizer isto. São os administradores... ou melhor, dos diáconos, pois eles são os policiais da igreja. Isto é, se os jovens casais chegam lá fora e tocam a buzina, vocês sabem como eles geralmente fazem, ou algo assim, nas reuniões ou saem por aí. E uma mãe manda a sua filha para cá, e ela some com algum jovem renegado e sai por aí em um carro, e a sua mãe pensa que ela está na igreja, assim. O diácono tem que ver isto. “Ou você entra aqui e se assenta, ou eu vou te colocar em meu carro e te levar para casa para a sua mãe.” Vêem? Você -- você faça isto.
52 Recordem, o amor é corretivo, vejam, sempre. O amor genuíno é corretivo, então, você tem que ser capaz de suportar a correção. E, as mães saibam agora que há um lugar ali para os seus bebês. Vocês, garotinhos, sabem melhor do que ficar correndo pelo edifício. Vêem? E vocês, adultos, sabem melhor do que falar e ficar com conversinhas no auditório. Vêem? Não façam isto; é errado. Isto não agrada a Deus.
53 Jesus disse: “Está escrito, Minha casa será uma casa de adoração, oração. Chamada casa de oração por todas as nações.” E eles estavam comprando e vendendo, e Ele trançou cordas e fez as pessoas correrem do auditório. E com certeza não queremos que aquilo aconteça neste santuário aqui. Então, vamos dedicar as nossas vidas, nossa igreja, nossos deveres, nosso serviço, e tudo que temos para o Reino de Deus.
54 Agora, agora desejo ler algumas Escrituras antes de fazermos a oração dedicacional. E -- e então, é apenas uma rededicação, porque a verdadeira consagração aconteceu há trinta anos atrás. Agora... Então, então enquanto nós -- nós lemos esta Escritura e falamos sobre isto por alguns minutos, espero que Deus nos traga as Suas bênçãos.
55 E agora, havia outra coisa que eu ia dizer. Sim. Onde costumávamos ter os gravadores e outras coisas, temos um cômodo normal, onde aqueles que querem fazer suas gravações com conexões especiais e tudo ali que sai diretamente do microfone principal, ali dentro.
Há salas, capas, e tudo para o serviço batismal.
56 E então uma coisa, muitas pessoas sempre ficam contrariadas comigo, muitas pessoas que realmente não conhecem a Escritura, a respeito de ter um crucifixo na igreja. Eu recordo, certa vez, quando aconteceu algo aqui em relação a isto. Eu tinha três cruzes, e um irmão ficou todo agitado porque ele ouviu uma outra denominação dizer que o crucifixo significava o catolicismo.
57 Eu quero que algum estudioso ou alguém, ou algum cristão nascido de novo diga que os católicos têm a preferência no crucifixo. O crucifixo de Cristo não representa o catolicismo. Aquilo representa a Deus, o Reino. Agora, santos (imagens -- Trad.) representam o catolicismo. Cremos que há um Mediador entre Deus e o homem, e este é Cristo. Mas os católicos crêem em todos os tipos de mediadores, milhares de mulheres e homens e tudo mais; quase, qualquer bom católico que morre, se torna um intercessor. Agora, o crucifixo de Cristo representa Jesus Cristo.
58 Você sabia que os cristãos primitivos, de acordo com a -- a antiga história da igreja primitiva, eles carregavam cruzes em suas costas onde quer que fossem, para significar e se identificarem como cristãos! Agora, os católicos alegam que eram eles. Claro que eles alegam ser os primeiros, mas a Igreja Católica não havia nem mesmo sido organizada então. Vêem? Mas os cristãos carregavam uma cruz nas... Vocês já ouviram o povo dizer: “Cruz nas costas.” Você relaciona isso aos católicos?
59 São os verdadeiros católicos, a Igreja universal do Espírito Santo no mundo, correto. Nós somos católicos; nós somos os católicos originais, os católicos que crêem na Bíblia. Vêem? Eles são a Igreja Católica, a organização. Nós somos livres daquilo. Nós somos a continuação da doutrina dos apóstolos. Nós somos a continuação do batismo do Espírito Santo e de todas as coisas que a igreja primitiva sustentou, e a Igreja Católica não possui nada disto. Vêem isto?
60 Então, eles colocaram o crucifixo aqui, que foi trazido, que foi talhado das oliveiras debaixo das quais Jesus orou. Aquele crucifixo tem anos e me foi dado pelo irmão Arganbright. E eu quero dedicá-lo com esta igreja.
61 E quão apropriado ficou, seja quem foi que o pendurou ali. Eu não sei quem foi que o pendurou ali à minha, à minha esquerda, Ele perdoou o ladrão da Sua direita. Aquele sou eu.
62 E outra coisa que ele representa, como a Sua cabeça está inclinada, e você vê o Seu sofrimento. Qualquer pessoa que esteja... Estiver olhando para o altar. E Ele está te esperando aqui, pecador, Ele estará olhando para baixo para você. Futuramente eles colocarão uma pequena luz aqui, para que quando a chamada de altar for feita, uma luz esteja brilhando ali., pois é quando as pessoas estão aqui para...
63 Você diz: “Por que você precisa disto? Você não deveria ter uma imagem.”
64 Bem então, o mesmo Deus que disse: “Não faça para ti mesmo nenhuma imagem esculpida;” o mesmo Deus disse: “Construa dois querubins com as pontas de suas asas unidas, e os coloque no propiciatório onde as pessoas oram.”
Veja você, é -- é falta de entendimento. Vêem?
65 Então, aquilo é inspirado e está pendurado diretamente em seu lugar correto. E eu estou bastante agradecido de ser aquele do lado direito. Eu confio que Ele me tenha perdoado, pois eu, estou longe de ter literalmente roubado qualquer coisa, até onde eu saiba, eu nunca o fiz em minha vida; mas eu tenho feito tanto mal uso do Seu tempo que o acabei roubando. E tenho feito muitas coisas que eu não deveria fazer. E estou agradecido a Deus nesta manhã por Ele ter perdoado os meus pecados.
A leitura de imagens
Ao discorrer sobre o processo de leitura de imagens fotográficas, o significado decifrado é resultante tanto das intencionalidades do emissor quanto das do receptor, o que confere ao leitor um espaço interpretativo. Ao vaguear pela imagem, o olhar vai estabelecendo relações entre os diferentes elementos que a compõem, através de uma leitura circular, onde cada signo influencia o significado do outro.
Partimos, então, do pressuposto que o receptor tem participação ativa na formulação dos significados associados às imagens, logo as mensagens decifradas não são inequívocas ou únicas. Imagens são signos polissêmicos que possibilitam diferentes leituras, de acordo com o repertório simbólico de quem a interpreta e das relações estabelecidas entre os diferentes elementos que a compõem.
A significação global de uma mensagem visual é constituída pela interação de três diferentes tipos de signos, a saber, plásticos, icônicos e lingüísticos. Os signos plásticos compreendem cores, formas, linhas, texturas e a própria composição interna da imagem. Os signos icônicos correspondem às figuras que podemos reconhecer através da semelhança visual com o que representam, por exemplo, um desenho de uma árvore pode ser considerado como ícone na medida em que essa representação, de alguma forma, se pareça com uma árvore. Os signos linguísticos, por sua vez, dizem respeito à linguagem verbal, aos textos que podem acompanhar a mensagem visual e que muitas vezes cumprem o papel de ancorar o significado da imagem.
Como etapas de uma análise de imagem, Joly nos propõe os seguintes passos:
(1) Observar os tipos de significantes plásticos, icônicos e lingüísticos co-presentes na imagem.
(2) Fazer com que a eles correspondam os significados que lembram por convenção ou hábito.
(3) Observar o cruzamento destes diferentes tipos de signos e os significados que emergem desse cruzamento.
(4) Formular uma síntese desses diversos significados, ou seja, uma versão plausível da mensagem implícita vinculada à imagem.
As imagens são signos ou símbolos, que muitas das vezes têm por finalidade ligar eventos religiosos à forma da divindade, quando isso acontece por parte do homem, vira idolatria. Os signos são sinais que expressam as manifestações divinas e servem para dar forma a idéia do que está sendo transmitido. Cada igreja tem seu símbolo e cada símbolo tem o seu significado.
Quando se fala de algo, o raciocínio lógico busca procura comparar a informação que recebe com aquilo que se conhece ou é familiar. O crucifixo é um símbolo do calvário (Mensagem - Deus em Simplicidade) e a cruz simplesmente "vazia" representa a morte ou maldição. A Coluna de Fogo e a Nuvem são manifestações do ministério profético no século passado, sendo uma referência do que Deus fez na antiguidade, tando nos dias de Abraão e nos dias de Moisés. No passado recente, no século XX, Deus novamente trouxe o passado distante para o presente próximo. O brasão de Israel é o sinal do cumprimento da profecia que Deus falou a Abraão que se cumpriria no septuagésimo jubileu, ou seja, em 1947 (Mensagem - As setenta semanas de Daniel). Os sete castiçais representam o tempo dado a Igreja em sete eras, sendo cada era um período da história da igreja. Para os judeus, o candelabro tem nove castiçais, que representam as sete eras e mais os dois profetas no tempo da grande tribulação.
Como poderíamos conceber a idéia da crucificação se não fosse o crucifixo? Como poderia entender o que é crucificação se não houvesse uma imagem de um homem crucificado? Um muçulmano ou Hindú não saberia o que estamos dizendo e nem nós mesmos entenderíamos, pois em nossos dias já não existe mais essa prática de execução humana (crucificar uma pessoa). Hoje os evangélicos repudiam um símbolo cristão simplesmente por ser usado pelo catolicísmo, mas o que dizer do uso de pombas, de velas e de copos d'água, sal grosso, pedras, correntes?? A foto do profeta William Marrion Branham com a Coluna de Fogo certamente causa inveja nos ídolos hipócritas que querem ser adorados, mas por que não usar como uma vindicação tão próxima de nós, como foi no século passado? Isso não significa um atributo, veneração ou dogma, mas uma forma de transmitir uma linguagem universal, para todas as línguas e com o mesmo sentido, mesmo que na atualidade, já existam adoradores sectários que fazem do profeta o próprio e venerado Jesus.
Para os ignorantes, os símbolos cristãos são desprezados, enquanto as heresias e idolatrias ocultas são veneradas. As imagens de "santos" "ou estátuas" são exclusividades católica, mas o crucifixo é um símbolo cristão universal. O pior é os crentes dizer que uma pomba branca é a forma do Espírito Santo, citando o batismo de Jesus.. tentam deturpar os sinais proféticos para inserirem novos desenhos que os distinguem dos usados pelos antepassados, ou pior, adoram o dinheiro.. "Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria". Colossenses 3:5
Moisés escreveu:
Guardai, pois, com diligência a vossa alma, pois semelhança nenhuma vistes no dia em que o SENHOR, vosso Deus, em Horebe, falou convosco, do meio do fogo; para que não vos corrompais e vos façais alguma escultura, semelhança de imagem, figura de macho ou de fêmea; figura de algum animal que haja na terra, figura de alguma ave alígera que voa pelos céus; figura de algum animal que anda de rastos sobre a terra, figura de algum peixe que esteja nas águas debaixo da terra; e não levantes os teus olhos aos céus e vejas o sol, e a lua, e as estrelas, todo o exército dos céus, e sejas impelido a que te inclines perante eles, e sirvas àqueles que o SENHOR, teu Deus, repartiu a todos os povos debaixo de todos os céus.Deuteronômio 4:15-19
Não se pode fazer um símbolo pessoal, com a forma de homem, mulher, objetos, animais ou qualquer outra forma, coisa ou imagem, como se formasse uma divindade, para si mesmo, para a própria pessoa. Fotos pessoais de entes-queridos, parentes, aderentes, pastores, atores, ídolos, etc., também são frutos da mente idólatra, que a grande maioria sua para justificar ausências de vivos ou mortos, mas não muda o que realmente está sendo feito. Essas mesmas coisas caracterizam idolatria, mesmo que sejam em grau menor. Quando se entra numa casa onde tem uma enorme exposição de fotos de filhos, netos, primos, avós e etc, a primeira impressão é que existe uma idolatria desproporcional a fé cristã. O crucifixo é uma imagem universal de um homem pregado numa cruz que representa a religião cristã, sendo um símbolo que fala muito mais do que palavras, ainda que as palavras sejam acompanhadas dos símbolos. Uma nação tem sua bandeira, seu brasão e seu escudo. A nação cristã tem seu brasão, símbolo (que não é somente a cruz vazia) e a sua bandeira (que não tem uma forma ainda definida). O que a Bíblia proibe é uma pessoa fazer para si qualquer tipo de escultura, como faziam os gregos, de forma de homem, mulher, animais, etc. Para representar as coisas pertencentes a divindade, a igreja pode fazer alguns símbolos pessoais. Não se trata da pessoa em particular criar uma imagem das coisas divina para si, mas um consenso geral acerca dos objetos e utensílios sagrados, que será usado em lugares de caráter religioso.

Farás um querubim numa extremidade e outro querubim noutra extremidade; de uma só peça com o propiciatório fareis os dois querubins nas duas extremidades dele. Êxodo 25:19

A glória do Deus de Israel tinha-se removido de cima do querubim, sobre o qual estava, para a entrada da casa; e chamou ao homem vestido de linho, que tinha o tinteiro de escrevente à sua cintura.
Ezequiel 9:3
Disse o SENHOR a Moisés: Faze-te uma serpente abrasadora, e põe-na sobre uma haste; e todo o que for mordido, olhando para ela, viverá. Fez Moisés uma serpente abrasadora, e pô-la sobre uma haste; se alguém era mordido por uma serpente, quando olhava para a serpente de cobre, vivia. Números 21:8-9

Tirou os altos, quebrou as colunas, deitou abaixo a Asera; fez em pedaços a serpente de cobre que Moisés tinha feito (porque até esses dias os filhos de Israel lhe queimavam incenso), e chamou-lhe Neustã. 2 Reis 18:4

Sinais de Testemunhos na Antiguidade que novamente se mostraram visivelmente no século passado -Século XX

"porquanto a nuvem do SENHOR estava de dia sobre o tabernáculo, e o fogo estava de noite sobre ele, perante os olhos de toda a casa de Israel, em todas as suas jornadas." Êxodo 40:38
"porque em casa nenhuma morei, desde o dia em que fiz subir a Israel, até ao dia de hoje; mas fui de tenda em tenda e de tabernáculo em tabernáculo." 1 Crônicas 17:5
"Dize-lhes: Assim diz o Senhor Jeová: Eis que vou tomar dentre as nações os filhos de Israel, para onde eles tiverem ido, e os congregarei de todos os lados, e os introduzirei na sua terra. Deles farei uma só nação na terra, sobre os mortos de Israel; e um só rei reinará sobre eles todos. Nunca mais serão duas nações, nem de maneira alguma se dividirão para o futuro em dois reinos" Ezequiel 37:21-22

Um comentário:

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.