6 de março de 2011

Ortodoxia Cristã

Os ensinos que publicamos são de exclusividade bíblica, com análises minunciosas dos temas abordados na contextualização e em coerência com a Mensagem do profeta William Marrion Branham. Esses estudos visam uma maior aplicabilidade da Revelação dada por Deus aos crentes do nosso dia para que possam dar continuidade no ministério apostólico desde a era primitiva.
Certamente que a compreensão não é de fácil aceitação, por causa da confusão teológica gerada por denominações e grupos religiosos ambíguos, mas o conhecimento em similaridade com a luz faz brilhar a verdade e logo é compreendida pelos que buscam a verdade.

As citações são feitas a partir de conhecimentos bíblicos adquirido constantemente, sendo revelados pelo Espírito Santo em conformidade ao que disseram os apóstolos e profetas. Em alguns temas, pode haver um choque cultural ou dogmático a princípio, por confrontar as estruturas eclesiásticas das atuais igrejas cristãs.

A nossa realidade hoje exige muito mais que uma mera fé intelectual ou cultural, mas a aplicabilidade do conhecimento das coisas de Deus e da sua Palavra que nos foi dada.
Defendemos claramente a forma de abordagem contextual dada pelo profeta William Marrion Branham, que serviu claramente para chegarmos ao nosso conhecimento de hoje, sendo a nossa base para os ensinos posteriores. Para nós, o profeta William Branham foi a trombeta que o sétimo anjo usou para trazer esse conhecimento que temos hoje e claro, sua Mensagem continua sendo a responsável pela inspiração divina que nos é acrescentada a partir da base que recebemos. O profeta morreu, cumprindo seu tempo e seu ministério, mas o anjo permanece até a vinda de Cristo e esse anjo é o Espírito Santo o tempo todo, o Espírito de Cristo que continua na igreja e que se revelará na Segunda Vinda na pessoa física de Jesus.
Infelizmente grupos portadores da Mensagem do profeta acabaram se apostatando da fé, na ambição de aumentar suas conquistas e lucros, introduzindo diversas heresias que teremos que refutar para que a Mensagem não seja ofuscada na sua íntegra e para qualquer debate acerca do que pregamos ou dúvidas que surgirem aos nossos irmão que nos acompanham, nos disponibilizamos para esclarecer o que for do nosso alcance.

A maior heresia hoje parte de uma coisa meramente necessária, mas que assola o mundo - que é o dinheiro - e isso tem gerado ditadores que usam as igrejas para estabelecerem seus reinos. Os dízimos são para a igreja e não para o pastor, como dizem os mercenários e igreja não é patrimônio pessoal de pastor, mas pertence a todos os membros batizados como uma associação. Estamos há mais de cem anos livres do imperalismo, mas as igrejas ainda mantém o sistema papal de domínio, levando as pessoas a adorarem uma imagem de um homem, deixando a verdade cair por terra. É inconcebível que a visão da igreja esteja baseada em governos ditatoriais, onde pastores se apossam dos dízimos para seu bel prazer e luxo, impedindo o crescimento de outras igrejas com a mesma mensagem. Criaram um cartel onde monopolizam a Mensagem e impedem o acesso do conhecimento por parte dos que hão de herdar a salvação. Esses são os fariseus (que esperam o profeta voltar pra pregar - como esperavam por Moisés) e os Saduceus (que dizem não haver ressurreição e que o irmão Branham é Cristo), além de outras seitas similares, como os escribas, essênios e zelotes..

Nenhum comentário: