11 de setembro de 2012

A semente da Serpente



A Semente da Serpente
 É importante o leitor observar e manter sempre em mente o título principal do texto, pois as explicações a seguir não se referem a "comer o fruto de uma árvore" e sim sobre - a semente da serpente - sendo agregado consequentemente - a semente da mulher - seguido de uma breve explicação sobre sementes e frutos. Lembre-se sempre que a mulher comeu um fruto espiritual de uma árvore espiritual. Naturalmente será abordado os frutos gerados pela semente da serpente desde seu primórdio até chegando ao nossos dias. As abordagem teológicas que já vi sobre o tema começam sempre falando da semente da serpente e terminam em árvores ou heresias que se contradizem com o próprio argumento, por isso é imperativo lembrar que a citação é sobre a semente da serpente e a semente da mulher e não sobre uma fruta. Para ofuscar a verdade sobre o tema, o ignorantes usa argumentos persuasivos para distorcer o tema original para introduzir fábulas e fantasias que pouco tem a ver com o tema. A desobediência e o engano são frutos (símiles) de uma semente pecaminosa que teve um princípio, uma fecundação de uma semente e é sobre essa semente que está sendo abordado nesse estudo. "Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência." (Efésios 5:6)

E porei inimizade entre ti e a mulher, 
e entre a tua semente e a sua semente;
esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.
 Gênesis 3:15

A citação inicial do fruto que a mulher comeu e cometeu pecado, pela linha denominacional é amplamente aceita pelos estudiosos da Bíblia e até chegam a citar plantas naturais como sendo o fruto ingerido. Mas a Bíblia fala de todas as árvores em comum com frutos naturais venenosos ou não e de duas árvores com características peculiares no meio do jardim.
"E o Senhor Deus fez brotar da terra toda a árvore agradável à vista, e boa para comida; e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal." Gênesis 2:9)  
Veja que "toda árvore era boa para comida" sendo essas plantas absolutamente naturais e palpáveis, independente do fruto que produzissem ainda que posteriormente fossem hibridadas. Se a semente da serpente foi um fruto comum, como dizem alguns leigos,  então não havia nenhuma árvore espiritual, pois essas duas árvores não teriam frutos diferentes das demais árvores. Deus determinou que comessem de todos os frutos naturais sem excessão, mas a árvore do conhecimento avisou que se comessem morreriam: "E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás." (Gênesis 2:16-17) .
Dizem inúmeros teólogos que foi a simples desobediência da mulher em comer um fruto natural (citam até a maçã) que gerou a semente da serpente, mas Deus mesmo disse que de todas as árvores poderiam comer livremente. Dessa forma, a árvore do conhecimento do bem e do mal não poderia produzir uma fruta comum como a maçã, mas um aprendizado. Como se pode ver percebe-se que a fruta natural não tem nada a ver com o fato narrado, pois se era uma fruta comum que poderia estar no máximo estragada ou envenenada, coisa que não existia no Jardim do Éden, como foi gerada a semente da serpente? Pois o próprio Deus disse que tudo que havia feito era bom e que o homem poderia comer de todas as árvores naturais já plantadas. Só a simples desobediência não gera filhos do diabo, em que haver outros fatores determinantes, como a prática do ato. Se Eva cometeu um pecado culposo, Adão cometeu o pecado doloso. Esse pecado gerou os filhos dos homens:

Corromperam-se contra ele; não são seus filhos, mas a sua mancha; geração perversa e distorcida é.
Recompensais assim ao Senhor, povo louco e ignorante? Não é ele teu pai que te adquiriu, te fez e te estabeleceu?
Lembra-te dos dias da antiguidade, atenta para os anos de muitas gerações: pergunta a teu pai, e ele te informará; aos teus anciãos, e eles te dirão.
Quando o Altíssimo distribuía as heranças às nações, quando dividia os filhos de Adão uns dos outros, estabeleceu os termos dos povos, conforme o número dos filhos de Israel.
Porque a porção do Senhor é o seu povo; Jacó é a parte da sua herança.
Deuteronômio 32:5-9


A árvore era do conhecimento do bem e do mal e seus frutos eram espirituais. No capítulo 4 versículo primeiro, Adão conheceu sua mulher e gerou a Caim e Abel. Posteriormente tornou Adão a conhecer Eva e gerou a Sete, como está escrito: "E tornou Adão a conhecer a sua mulher; e ela deu à luz um filho, e chamou o seu nome Sete; porque, disse ela, Deus me deu outro filho em lugar de Abel; porquanto Caim o matou. E a Sete também nasceu um filho; e chamou o seu nome Enos; então se começou a invocar o nome do Senhor." (Gênesis 4:25-26). O simples fato de ter havido esse "conhecimento" já seria suficiente para mostrar o fruto que foi comido, pois como está escrito, a árvore queria dar também esse conhecimento: "E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela." (Gênesis 3:6).

Podemos comer um livro, metaforicamente falando, e obter conhecimento, assim como ouvir uma explicação que faz abrir os olhos para ver algo que até então estava oculto. O conhecimento, segundo o hebraico, é um aprendizado que se adquire na prática; já no grego, o conhecimento se adquire através de estudos terceirizados ou pela experiência pessoal de outro. "Depois me disse: Filho do homem, come o que achares; come este rolo, e vai, fala à casa de Israel. Então abri a minha boca, e me deu a comer o rolo. E disse-me: Filho do homem, dá de comer ao teu ventre, e enche as tuas entranhas deste rolo que eu te dou. Então o comi, e era na minha boca doce como o mel. E disse-me ainda: Filho do homem, vai, entra na casa de Israel, e dize-lhe as minhas palavras. Porque tu não és enviado a um povo de estranha fala, nem de língua difícil, mas à casa de Israel; Nem a muitos povos de estranha fala, e de língua difícil, cujas palavras não possas entender; se eu aos tais te enviara, certamente te dariam ouvidos. Mas a casa de Israel não te quererá dar ouvidos, porque não me querem dar ouvidos a mim; pois toda a casa de Israel é de fronte obstinada e dura de coração." (Ezequiel 3:1-7).
Se uma pessoa for ensinada errado desde a base, todo o conhecimento estará contaminado, como o caso dos denominacionais que acreditam que foi uma fruta a semente da serpente, assim como acreditam cegamente que um só Deus único é três pessoas distintas. Se um herege ensinar uma criança que matar, roubar, prostituir, mentir.. e outras obras das trevas não tem importância, ela certamente vai crescer achando absolutamente normal. Numa reportagem vi uma babá ensinar uma criança de dois anos a usar maconha. Quantos pais ensinam seus filhos a fumar, beber e outras coisas malignas que são contrárias a moral, ética e outros valores bíblicos? Se os pais são ensinados de forma errada a tendência é que seus filhos cresçam com a mesma cultura errada. O irmão Branham disse que as criancinhas que foram amaldiçoadas por Eliseu o culpado foram os pais que zombavam do profeta. "Então subiu dali a Betel; e, subindo ele pelo caminho, uns meninos saíram da cidade, e zombavam dele, e diziam-lhe: Sobe, calvo; sobe, calvo!"  (2 Reis 2:23). Como os ditos evangélicos são ramos da árvore Católica, seus ensinos são embasados em heresias e práticas abomináveis cometidos pela grande prostituta. Por isso odeiam os profetas que são enviados por Deus. Os evangélicos se denominam filhos de Deus, mas a doutrina deles mostram que são filhos do diabo. Há filhos de Deus que está no meio deles e é justamente isso que faz com que essas denominações enganem as pessoas, pois se só houvesse falsos no meio deles, então não engariam nem eles mesmos. É o verdadeiro no meio do falso que faz com que a mentira seja perpetuada.

O texto faz claramente uma distinção entre as demais árvores e as duas árvores no meio do Jardim. Em nenhum momento há contradição nos textos e a sequência contextual deixa claro a preocupação de Deus em deixar o homem sem uma companheira, já que havia criado os animais primeiro, inclusive a dita serpente que passeava andando e falando no Jardim de Deus.
"E tomou o Senhor Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar.
E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente,
Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.  E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele."
Gênesis 2:15-18
Deus disse para o homem (Eva ainda não havia sido criada) que poderia comer de todas (todas as frutas mesmo, inclusive a maçã) as árvores do Jardim sem exceção, inclusive da árvore da vida, mas da árvore da ciência do bem e do mal não poderia nem mesmo tocá-la. Por isso Deus disse logo em seguida ao aviso para não comer do fruto do conhecimento do bem e do mal que NÃO É BOM QUE O HOMEM ESTEJA SÓ. Eva só foi criada por Deus após a criação de todos os animais e foi Adão mesmo que colocou nome na Serpente. Naturalmente se o homem comesse do fruto da árvore da vida viveria para sempre como está escrito: "Então disse o Senhor Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente." (Gênesis 3:22) Esse "nós" não é a suposta trindade, mas satanás que estava lá na criação. E não poderia ser um fruto natural como os demais ao redor, já que se come e logo tem fome e posteriormente a fome gera desnutrição que gera a morte. O texto diz "para que não tome também da árvore da vida" mostrando que eles realmente comeram da árvore do conhecimento e aprenderam o bem e o mal. Se perguntar a todos que leem a Bíblia em nossos dias, quem era a árvore da vida no Éden, certamente todos diriam unânimes que é Jesus, o homem gerado no ventre de Maria que era bendita e que tinha o fruto bendito. Jesus mesmo disse: "Eu sou o caminho, e a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai, senão por mim." (João 14:6).

Esse fruto na qual está sendo abordado o tema, se refere a princípio um fruto espiritual e "a árvore queria dar conhecimento". Numa símile entre comer algo espiritual, o profeta Ezequiel fala do rolo que contém palavras que ao ser comidas se tornam doce na boca, mas no ventre amargo. "Depois me disse: Filho do homem, come o que achares; come este rolo, e vai, fala à casa de Israel. Então abri a minha boca, e me deu a comer o rolo. E disse-me: Filho do homem, dá de comer ao teu ventre, e enche as tuas entranhas deste rolo que eu te dou. Então o comi, e era na minha boca doce como o mel. E disse-me ainda: Filho do homem, vai, entra na casa de Israel, e dize-lhe as minhas palavras. Porque tu não és enviado a um povo de estranha fala, nem de língua difícil, mas à casa de Israel; Nem a muitos povos de estranha fala, e de língua difícil, cujas palavras não possas entender; se eu aos tais te enviara, certamente te dariam ouvidos. Mas a casa de Israel não te quererá dar ouvidos, porque não me querem dar ouvidos a mim; pois toda a casa de Israel é de fronte obstinada e dura de coração." (Ezequiel 3:1-7). 

O apóstolo João na ilha de patmos também comeu de um livrinho que tinha o gosto doce na boca mas amargo no ventre e após comer, o anjo lhe disse que importava que profetizasse outra vez a povos nações linguas e reis. "Mas nos dias da voz do sétimo anjo, quando tocar a sua trombeta, se cumprirá o segredo de Deus, como anunciou aos profetas, seus servos. E a voz que eu do céu tinha ouvido tornou a falar comigo, e disse: Vai, e toma o livrinho aberto da mão do anjo que está em pé sobre o mar e sobre a terra. E fui ao anjo, dizendo-lhe: Dá-me o livrinho. E ele disse-me: Toma-o, e come-o, e ele fará amargo o teu ventre, mas na tua boca será doce como mel. E tomei o livrinho da mão do anjo, e comi-o; e na minha boca era doce como mel; e, havendo-o comido, o meu ventre ficou amargo. E ele disse-me: Importa que profetizes outra vez a muitos povos, e nações, e línguas e reis." (Apocalipse 10:7-11)
Através de um estudo, ou leitura ou mesmo um ato, pode se aprender algo diferente. A João foi dito que "comesse do livro" e ao comer, então foi dito que "profetizasse outra vez" ou seja, ele passaria o conhecimento que aprendeu no livro.

Antes eles não sabiam o que era o bem e o mal, pois só precisavam se alimentar da árvore da vida, mas somente após comerem ou provarem do fruto que a serpente lhes deu seus olhos se abriram, então viram sua nudez. "E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei que não comesses? Então disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi." (Gênesis 3:11-12). A serpente não enganou Adão, mas Eva foi enganada e comeu a doutrina do diabo crendo que seria igual a Deus, pois esse era o sonho do diabo.
Foi uma informação que eles receberam que até então não tinham, que saiu da boca da serpente, pois está escrito: "A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto."Provérbios 18:21). A serpente naturalmente foi só um instrumento natural para o diabo poder dialogar com a mulher e o "fruto" era seus ensinamento que ela recebeu como sendo algo especial. O ato de fazer ou deixar de fazer foi consequência do aceitamento da oferta. Quando percebeu que o que fez era errado, quis se esconder usando roupinhas transparentes como fazem as devassas dos nossos dias. Ela andava nua e a árvore estava desejosa em compartilhar seu conhecimento maligno, pois falou a metade da verdade que Deus disse a Adão e outra metade era mentira, já que o Deus Altíssimo é inigualável. Seria muita ingenuidade da mulher achar que gerar filhos tornaria ela semelhante a Deus.

Essa árvore que estava no Éden foi mostrada posteriormente pelo profeta Ezequiel, que citou com mais clareza o que aconteceu no jardim de Deus, mostrando por meio de metáforas tanto a árvore como o ato que se desenrolou em si. Falando do rei de Tiro o profeta disse assim:
"Filho do homem, levanta uma lamentação sobre o rei de Tiro, e dize-lhe: Assim diz o Senhor DEUS: Tu eras o aferidor da medida, cheio de sabedoria e perfeito em formosura. Estavas no Éden, jardim de Deus; de toda a pedra preciosa era a tua cobertura: sardônia, topázio, diamante, turquesa, ônix, jaspe, safira, carbúnculo, esmeralda e ouro; em ti se faziam os teus tambores e os teus pífaros; no dia em que foste criado foram preparados. Tu eras o querubim, ungido para cobrir, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniquidade em ti." (Ezequiel 28:12-15).
Em outro capítulo, o profeta Ezequiel mostra o rei do Egito, o suposto Faraó como uma árvore de alta estatura que era cheia de sabedoria e que estava no jardim do Éden:
"Assim era ele formoso na sua grandeza, na extensão dos seus ramos, porque a sua raiz estava junto às muitas águas.
Os cedros, no jardim de Deus, não o podiam obscurecer; as faias não igualavam os seus ramos, e os castanheiros não eram como os seus renovos;
nenhuma árvore no jardim de Deus se assemelhou a ele na sua formosura. Formoso o fiz com a multidão dos seus ramos; e todas as árvores do Éden, que estavam no jardim de Deus, tiveram inveja dele.
Portanto assim diz o Senhor DEUS: Porquanto te elevaste na tua estatura, e se levantou a sua copa no meio dos espessos ramos, e o seu coração se exalçou na sua altura,
Eu o entregarei na mão do mais poderoso dos gentios, que lhe dará o tratamento merecido; pela sua impiedade o lançarei fora.
E estrangeiros, das mais terríveis nações o cortarão, e deixá-lo-ão; cairão os seus ramos sobre os montes e por todos os vales, e os seus renovos serão quebrados por todos os rios da terra; e todos os povos da terra se retirarão da sua sombra, e o deixarão.
Todas as aves do céu habitarão sobre a sua ruína, e todos os animais do campo se acolherão sob os seus renovos;
Para que todas as árvores junto às águas não se exaltem na sua estatura, nem levantem a sua copa no meio dos ramos espessos, nem as que bebem as águas venham a confiar em si, por causa da sua altura; porque todos estão entregues à morte, até à terra mais baixa, no meio dos filhos dos homens, com os que descem à cova.
Assim diz o Senhor DEUS: No dia em que ele desceu ao inferno, fiz eu que houvesse luto; fiz cobrir o abismo, por sua causa, e retive as suas correntes, e detiveram-se as muitas águas; e cobri o Líbano de preto por causa dele, e todas as árvores do campo por causa dele desfaleceram.
Ao som da sua queda fiz tremer as nações, quando o fiz descer ao inferno, com os que descem à cova; e todas as árvores do Éden, a flor e o melhor do Líbano, todas as árvores que bebem águas, se consolavam nas partes mais baixas da terra.
Também estes com ele descerão ao inferno a juntar-se aos que foram traspassados à espada, sim, aos que foram seu braço, e que habitavam à sombra no meio dos gentios.
A quem, pois, és semelhante em glória e em grandeza entre as árvores do Éden? Todavia serás precipitado com as árvores do Éden às partes mais baixas da terra; no meio dos incircuncisos jazerás com os que foram traspassados à espada; este é Faraó e toda a sua multidão, diz o Senhor DEUS."
(Ezequiel 31:7-18).




Assim como o "querubim ungido" com iniquidade e a "árvore de grande estatura" no jardim de Deus podem ser entendidos claramente como sendo satanás, dá-se pra entender com clareza quem é a serpente, pois está escrito: "E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele." (Apocalipse 12:9). A serpente certamente era um animal comum como qualquer outro, com uma grande estatura, mais precisamente um gigante, como dos animais pre-historicos citados na arqueologia, mas nota-se claramente que ela estava possuida por um demônio, sendo então chamada de o Diabo. Por esse termo, pode-se perfeitamente compreender que foi o diabo quem falou com Eva através daquele animal. "Ou fazei a árvore boa, e o seu fruto bom, ou fazei a árvore má, e o seu fruto mau; porque pelo fruto se conhece a árvore." (Mateus 12:33)

Satanás queria estabelecer um reino igual ao do Altissimo "Como caíste desde o céu, ó Lúcifer, filho da alva! Como foste cortado por terra, tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte. Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo. E contudo levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo." (Isaías 14:12-15) E para fazer esse reino, tinha que introduzir sua semente maligna na raça humana. No mundo espiritual, satanás estava introduzindo suas mentiras, mas no meio terreno, faria através da corrupção do gênero humano seu reino de doenças e deformações aparentes. Ele chegou a mostrar pra Jesus todos os seus reinos "Novamente o transportou o diabo a um monte muito alto; e mostrou-lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles. E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares. Então disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás".(Mateus 4:8-10). Satanás na verdade ofereceu pra Jesus seu reino de doenças, traições, mentiras e coisas do gênero, achando que era grande coisa, como pensam os pervertidos que defendem heresias.

Adão tinha uma similaridade com a Árvore da Vida, mas não tinha vida em si mesmo e por isso não poderia ser a árvore da vida, pois teve que morrer, como está escrito: "Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem. Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo." (1 Coríntios 15:21-22). Adão deveria viver de toda a Palavra que sai da boca de Deus, já que a árvore da vida era sem dúvida a Palavra de Deus. Outra possibilidade é dizer que Eva era a árvore do conhecimento do bem e do mal, mas ela não poderia ser, já que assim como Maria, poderia apenas ter um fruto em seu ventre "E exclamou com grande voz, e disse: Bendita és tu entre as mulheres, e bendito o fruto do teu ventre." (Lucas 1:42)". 

Eva não tinha um fruto até obter o "conhecimento" da árvore. Alguns podem até dizer que a árvore da Vida seria Maria, já que ela gerou um fruto bendito, mas certamente não poderia ser, visto que ela só nasceu há dois mil anos atrás. Ela deu a luz a Jesus Cristo homem que nasceu numa manjedoura há dois mil anos atrás, mas o Espírito Santo que estava  nele é o mesmo que estava no Éden e o mesmo Espírito que criou os céus e a Terra, como está escrito: "Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação."(2 Coríntios 5:19).  Jesus mesmo disse que ele também é a arvore cujos galhos somos nós os ramos que geramos frutos.  "Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer." (João 15:5).

Só tem vida quem está ligado a essa árvore. Então, certamente, Jesus é a palavra de Deus dada a Adão no princípio e é essa Arvore da Vida que foi citada em Apocalipse como sendo o próprio Deus habitando entre os homens. Para os trinitarianos, essa seria uma boa justificativa para argumentar sobre três pessoas no paraíso, mas ignoram que Jesus de Nazaré  só nasceu há dois mil anos atrás gerado por obra e graça do Espírito Santo. "E, projetando ele isto, eis que em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo." (Mateus 1:20) sendo Maria apenas uma incubadora.

Bem-aventurado o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire conhecimento;
Porque é melhor a sua mercadoria do que artigos de prata, e maior o seu lucro que o ouro mais fino.
Mais preciosa é do que os rubis, e tudo o que mais possas desejar não se pode comparar a ela.
Vida longa de dias está na sua mão direita; e na esquerda, riquezas e honra.
Os seus caminhos são caminhos de delícias, e todas as suas veredas de paz.
É árvore de vida para os que dela tomam, e são bem-aventurados todos os que a retêm.
O Senhor, com sabedoria fundou a terra; com entendimento preparou os céus.
Pelo seu conhecimento se fenderam os abismos, e as nuvens destilam o orvalho.
Filho meu, não se apartem estas coisas dos teus olhos: guarda a verdadeira sabedoria e o bom siso;
Porque serão vida para a tua alma, e adorno ao teu pescoço.
Então andarás confiante pelo teu caminho, e o teu pé não tropeçará.
Provérbios 3:13-23
Se Jesus era e com certeza é a Arvore da Vida, então a Árvore da ciência do bem e do mal não poderia ser uma plantinha qualquer como alegam os teólogos ingênuos, pois esse fruto era para dar conhecimento. Mas mesmo assim, ainda insistem em dizer que foi simples desobediência de Eva em comer esse fruto, mas que fruto? E o que a levou a desobedecer a Deus? A árvore tinha uma informação pervertida que os dois moradores do Éden nem imaginavam, pois eram santos. Era algo que o diabo sabia e queria mostrar para os dois, como os pedófilos fazem com as criancinhas. Deus falou para Adão que após a criação das plantas e animais, a sua mulher, deveria crer na palavra do seu marido. Deus não falou com Eva, mas somente com Adão antes da mulher ser formada.

Essa árvore foi citada por Ezequiel como sendo faraó, como o rei de Tiro, que era Jerusalém.. eram metáforas ou representações simbólicas do que tinha acontecido no Éden. Poderíamos perguntar: mas faraó estava no Éden? O Rei de tiro era um querubim ungido? Jerusalém pode se prostituir e derramar sangue, ser vestida de pele de texugo? Será que essa árvore da vida poderia ser uma árvore comum que se come como se fosse a fonte da juventude? Adão poderia ser a árvore da vida e Eva a árvore do conhecimento do bem e do mal? Como se pode ver, inúmeras perguntas poderiam se originar desses textos se não houvesse uma revelação. A verdade é que ambos tiveram que fazer escolhas e isso resultou no mundo em que vivemos, cheio de maldade e violência.
A mulher (Jerusalém) é representada biblicamente como um campo a ser semeado e conta Jesus por parábolas, que o joio e o trigo foi as sementes semeadas. "O campo é o mundo; e a boa semente são os filhos do reino; e o joio são os filhos do maligno".  (Mateus 13:38) e quem semeou os filhos do diabo foi o maligno "O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos." ( Mateus 13:39)."
 A princípio, deve-se compreender que todo ato ou ação humana negativa tem uma influência maligna. O ser humano que faz uso de satanás para praticar suas maldades. Nunca pelo Espírito Santo, mas somente por satanás. Davi foi influenciado por satanás a numerar o povo, por consequência da sua cobiça por Bateseba e o anjo destruidor foi enviado para puni-lo. Judas roubava o dinheiro que era doado e na ceia, Satanás entrou nele. O gadareno tinha uma legião de demônios, que após se encontrar com Jesus foi liberto e os espírito malignos entraram nos porcos e se precipitaram num abismo. Existem inclusive inúmeros casos de possessão maligna que geram comportamentos errados e doenças e até mesmo a morte. Jesus expulsou de Maria Madalena sete espíritos malignos, que a levava a cometer atos libidinosos e jactanciosos, entre outros, pois conta a história que ela era prostituta.

Também todo o réptil, que se arrasta sobre a terra, será abominação; não se comerá. Levítico 11:41

Naturalmente um animal naquele tempo ou mesmo hoje, qualquer que seja, nunca poderia abusar sexualmente de uma pessoa. É mais fácil uma pessoa possuída por um demônio abusar de um animal por possessão satânica do que um animal possuir uma pessoa. É comum comentários ou páginas da internet exibirem vídeos de pessoas fazendo barbaridades com animais, como mulher com cavalo, cachorro, serpentes.. homens que se deitam com animais, principalmente os que iniciam sua sexualidade na roça, com fêmeas. Se em nosso tempo, esse ato é classificado como imoralidade e falta de caráter, quanto mais nos primórdios, onde o ser humano estava descobrindo a maldade advinda de satanás no princípio da criação. "Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo." (1 João 3:8)

O que leva uma mulher a cometer um ato libidinoso com um animal qualquer? Certamente que um animal, independente de qualquer que seja, pode ser submetido a esse capricho satanista tanto por homens quanto mulheres malignas que podem cometer tais barbaridades. Em tese, a serpente era o objeto físico e palpável diante da mulher, com grande formosura e estatura e o ato de praticar a fecundação seria o fruto da informação recebida. Nem precisamos colocar links de videos de mulheres em posição sexual e um cachorro fazendo sexo com elas, pois correríamos o risco de semear uma semente oculta em pessoas pervertidas.

Nem te deitarás com um animal, para te contaminares com ele; nem a mulher se porá perante um animal, para ajuntar-se com ele; confusão é. Levítico 18:23
Quando também um homem se deitar com um animal, certamente morrerá; e matareis o animal. Levítico 20:15
Maldito aquele que se deitar com algum animal. E todo o povo dirá: Amém. Deuteronômio 27:21
Todo aquele que se deitar com animal, certamente morrerá. Êxodo 22:19

A Zoofilia (prazer em relação sexual com animais) é uma parafilia definida pela atração ou envolvimento sexual de humanos com animais de outras espécies. Tais indivíduos que as praticam são chamados zoófilos. Os termos zoossexual e zoossexualidade descrevem toda a gama de orientação humana/animal. Um outro termo, bestialidade, se refere ao ato sexual entre um humano e um animal não-humano. Após o diálogo com a serpente, a mulher foi enganada e por isso foi dito que comeu do fruto, dando logo em seguida para Adão. Mas como disse Paulo que o homem não foi enganado, mas a mulher, então ele entrou na morte para salvar Eva, como Cristo fez com a Igreja, aceitando fazer o mesmo que foi feito com ela: "Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão." (1 Timóteo 2:13-14)

A morte na terra entrou por um só homem, excluindo primariamente a responsabilidade da mulher. Adão culpou a mulher pelo seu erro "Se, como Adão, encobri as minhas transgressões, ocultando o meu delito no meu seio" ( Jó 31:33), mas Deus condenou a ambos em suas sentenças. Eva era uma criação secundária que poderia ser substituida caso Adão a rejeitasse, mas ao aceitar, trouxe a morte para ele e todos os seus descendentes "Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem." (1 Coríntios 15:21).

O salário do pecado é a morte e o homem se tornou um pecador depois de ter desobedecido uma ordem direta de Deus.

"Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram.
Porque até à lei estava o pecado no mundo, mas o pecado não é imputado, não havendo lei.
No entanto, a morte reinou desde Adão até Moisés, até sobre aqueles que não tinham pecado à semelhança da transgressão de Adão, o qual é a figura daquele que havia de vir.
Mas não é assim o dom gratuito como a ofensa. Porque, se pela ofensa de um morreram muitos, muito mais a graça de Deus, e o dom pela graça, que é de um só homem, Jesus Cristo, abundou sobre muitos.
E não foi assim o dom como a ofensa, por um só que pecou. Porque o juízo veio de uma só ofensa, na verdade, para condenação, mas o dom gratuito veio de muitas ofensas para justificação.
Porque, se pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça, e do dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo.
Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida.
Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um muitos serão feitos justos." (
Romanos 5:12-19)

Em Gênesis 3 a citação bíblica é clara e concisa, onde diz categoricamente que Eva conversou com a serpente. Após o diálogo, onde Eva "comeu" a doutrina do diabo  e o pecado cometido, ambos foram punidos por Deus, inclusive a serpente que teve seu corpo transformado. Ao comer do fruto, Deus deu a mulher a seguinte sentença: "E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor, e a tua conceição; com dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará." (Gênesis 3:16). 

A mulher certamente geraria filhos no tempo determinado por Deus, mas por ter sido precocemente antes do tempo e por ter desejado outro que não era seu marido, sua gestação seria com dor e ainda seria dominada pelo homem. Antes do pecado, o homem não dominava sobre a mulher, como Jesus disse: "Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim." (Mateus 19:8). Antes do pecado original não havia motivo para separações, mas depois do adultério, foi permitido as separações. Eles cometeram o pecado de desobediência com a prática do ato com uma terceira pessoa, quebrando a aliança de não mudar o modo original, como disse Oséias: "Mas eles transgrediram a aliança, como Adão; eles se portaram aleivosamente contra mim".( Oséias 6:7)

Eva "comeu do fruto" e teve a punição de ter multiplicado a dor na conceição. Logo em seguida, conta a Bíblia no capítulo 4 como foi que Adão conheceu então sua mulher e esta gerou dois filhos. "E conheceu Adão a Eva, sua mulher, e ela concebeu e deu à luz a Caim, e disse: Alcancei do SENHOR um homem. E deu à luz mais a seu irmão Abel; e Abel foi pastor de ovelhas, e Caim foi lavrador da terra." (Gênesis 4:1-2). Em um "conhecimento" nasceram dois filhos, ou seja, gêmeos, mas de pais diferentes, pois somente um era do Senhor e esse não era Caim, pois está escrito: "Não como Caim, que era do maligno, e matou a seu irmão. E por que causa o matou? Porque as suas obras eram más e as de seu irmão justas." (1 João 3:12). Houve uma fecundação na mulher, mas nasceram dois filhos distintos que deram origem aos filhos de Deus e os filhos do diabo "Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo. Qualquer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, não é de Deus."(1 João 3:10). Recentemente aconteceu um caso similar que foi noticiado pela BBC Brasil que diz:" O caso de dois gêmeos de pais diferentes é bastante raro, mas pode ocorrer se a mulher liberar mais de um óvulo durante seu período fértil e tiver relações sexuais com dois homens em um curto período. O fenômeno é conhecido como superfecundação heteropaternal."

A semente da serpente está sendo mal interpretada por divergentes fontes por desconhecerem a causa e as consequências. Não foi o simples ato de praticar relação sexual que trouxe a semente da serpente, mas o ato ilícito de uma mulher praticar zoofilia por influência satânica. Adão e Eva gerariam filhos naturalmente pela relação sexual, pois para isso Deus determinou ordenando-os que crescessem e se multiplicassem. Em suas formações originais, ambos tinham os órgãos sexuais e usariam isso de forma ordenada para gerarem filhos. O ato sexual dentro do casamento é absolutamente legal como foi no princípio, mas o mesmo ato sexual fora do casamento já é visto como algo maligno e sujo, chamado de adultério. Pior ainda quando o instrumento do ato é um animal. Por causa do adultério que o casamento foi estabelecido como regra de convivência social. Jesus mesmo disse que no princípio não era assim, mas por causa da dureza do coração das pessoas em praticarem a iniquidade, foi necessário que dessem carta de divórcio. "Então chegaram ao pé dele os fariseus, tentando-o, e dizendo-lhe: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo? 
Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez, E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne?
Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.
Disseram-lhe eles: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio, e repudiá-la?
Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim.
Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.
Disseram-lhe seus discípulos: Se assim é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar.
Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido.
Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode receber isto, receba-o."
(
Mateus 19:3-12).


Nossa sociedade pecaminosa ensina naturalmente que o sexo é absolutamente legal em qualquer circunstância, sendo inclusive já aceito a homossexualidade e a zoofilia, entre outras Parafilias praticadas por pessoas possuídas por demônios. Essa perversão é defendida involuntariamente por ingênuos evangélicos que se calam diante do debate, deixando livre a prática pervertida do Gênero humano como foi nos dias de Nóe:
"E aconteceu que, como os homens começaram a multiplicar-se sobre a face da terra, e lhes nasceram filhas, viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram. Então disse o Senhor: Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem; porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos.
Havia naqueles dias gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos homens e delas geraram filhos; estes eram os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama. E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente.
Então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem sobre a terra e pesou-lhe em seu coração. E disse o Senhor: Destruirei o homem que criei de sobre a face da terra, desde o homem até ao animal, até ao réptil, e até à ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito. "
(
Gênesis 6:1-7)

Para os ingênuos teólogos, esses filhos de Deus eram anjos e os filhos dos homens eram pessoas comuns, que mantiveram relação sexual e geraram filhos. Como podem afirmar tal coisa, se Jesus mesmo disse que os anjos não casam e nem se dão em casamento? "E, respondendo Jesus, disse-lhes: Os filhos deste mundo casam-se, e dão-se em casamento; Mas os que forem havidos por dignos de alcançar o mundo vindouro, e a ressurreição dentre os mortos, nem hão de casar, nem ser dados em casamento; Porque já não podem mais morrer; pois são iguais aos anjos, e são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição." (Lucas 20:34-36). Como se pode ver, o texto diz "SERÃO COMO OS ANJOS" e não que os filhos de Deus "são" anjos, como está escrito: "E Jesus, respondendo, disse-lhes: Porventura não errais vós em razão de não saberdes as Escrituras nem o poder de Deus? Porquanto, quando ressuscitarem dentre os mortos, nem casarão, nem se darão em casamento, mas serão como os anjos que estão nos céus." (Marcos 12:24-25)

Quando uma mulher pratica bestialidade com um animal, a lei não culpa o animal por ter praticado tal ato, mas a pessoa em si que pratica pois possui a racionalidade e pode compreender o que está fazendo. Claro que nesse caso, a mulher deve estar sendo possuída por um demônio que a levaria a praticar esse tipo de satanismo. É muito fácil perverter o que está certo, difícil é levar as pessoas a crerem no certo quando elas já se acostumaram com o errado.

Em Ezequiel 16 o profeta faz uma símile com Jerusalém, afirmando que ela estava em tempos de amores, que na linguagem popular ou técnica, como queiram, estava entrando no tempo do cio. O animal sentiu o cheiro da sexualidade dela, pois Ezequiel diz que ela estava em tempo de amores e os seios já estavam sendo formado, ou seja, era uma adolescente que logo estaria pronta para o acasalamento e assim dar início a multiplicação da humanidade. Agora, o animal estava sendo claramente usado por satanás, pois em Apocalipse diz que a antiga serpente era satanás (espírito) e o diabo (criatura terrena usada pelo maligno) e essa serpente estava sendo apenas o instrumento nas mãos de satanás para estabelecer seu reino de trevas na humanidade, por isso conversou com Eva. A serpente levou a mulher a ter curiosidade ou desejo de ser como Deus e lhe fez citações que negasse a Palavra de Deus, dizendo-lhe que seriam como Deus conhecendo o bem e o mal. 


Como se percebe, até então, Eva não conhecia o mal, mas tão somente vivia numa fase adolescente de descobrimento, que como cita provérbios: ensina a criança o caminho que deve andar e ainda velho não se desviará dele. Eva estava aprendendo da vida e cabia a Adão ser seu tutor, a autoridade máxima que ela deveria escutar, pois ele deveria falar somente segundo o que Deus lhe falava. Antes de gerar filhos, era chamada apenas de mulher, mas após engravidar, foi chamada de Eva:
"Mas a Jerusalém que é de cima é livre; a qual é mãe de todos nós". Gálatas 4:26 A Jerusalém terrena foi contaminada, assim como Eva: "E chamou Adão o nome de sua mulher Eva; porquanto era a mãe de todos os viventes". Gênesis 3:20

Essa similaridade entre Eva e Jerusalém pode ser vista claramente nos textos citados, por isso o profeta Ezequiel citou Jerusalém em lugar de Eva, que desde o nascimento as citações mostram claramente o que aconteceu no Jardim do Éden: Todos seres humanos quando nascem possuem o umbigo, mas no caso de Adão e Eva, eles não possuiam, pois foram formados de forma diferente dos seus descendentes.
"E, quanto ao teu nascimento, no dia em que nasceste não te foi cortado o umbigo, nem foste lavada com água para te limpar; nem tampouco foste esfregada com sal, nem envolta em faixas.
Não se apiedou de ti olho algum, para te fazer alguma coisa disto, compadecendo-se de ti; antes foste lançada em pleno campo, pelo nojo da tua pessoa, no dia em que nasceste. E, passando eu junto de ti, vi-te a revolver-te no teu sangue, e disse-te: Ainda que estejas no teu sangue, vive; sim, disse-te: Ainda que estejas no teu sangue, vive.
Eu te fiz multiplicar como o renovo do campo, e cresceste, e te engrandeceste, e chegaste à grande formosura; avultaram os seios, e cresceu o teu cabelo; mas estavas nua e descoberta.
E, passando eu junto de ti, vi-te, e eis que o teu tempo era tempo de amores; e estendi sobre ti a aba do meu manto, e cobri a tua nudez; e dei-te juramento, e entrei em aliança contigo, diz o Senhor DEUS, e tu ficaste sendo minha.
Então te lavei com água, e te enxuguei do teu sangue, e te ungi com óleo.
E te vesti com roupas bordadas, e te calcei com pele de texugo, e te cingi com linho fino, e te cobri de seda.
E te enfeitei com adornos, e te pus braceletes nas mãos e um colar ao redor do teu pescoço.
E te pus um pendente na testa, e brincos nas orelhas, e uma coroa de glória na cabeça.
E assim foste ornada de ouro e prata, e o teu vestido foi de linho fino, e de seda e de bordados; nutriste-te de flor de farinha, e mel e azeite; e foste formosa em extremo, e foste próspera, até chegares a realeza.
E correu de ti a tua fama entre os gentios, por causa da tua formosura, pois era perfeita, por causa da minha glória que eu pusera em ti, diz o Senhor DEUS.
Mas confiaste na tua formosura, e te corrompeste por causa da tua fama, e prostituías-te a todo o que passava, para seres dele.
E tomaste dos teus vestidos, e fizeste lugares altos pintados de diversas cores, e te prostituíste sobre eles, como nunca sucedera, nem sucederá.
E tomaste as tuas jóias de enfeite, que eu te dei do meu ouro e da minha prata, e fizeste imagens de homens, e te prostituíste com elas.
E tomaste os teus vestidos bordados, e as cobriste; e o meu azeite e o meu perfume puseste diante delas.
E o meu pão que te dei, a flor de farinha, e o azeite e o mel com que eu te sustentava, também puseste diante delas em cheiro suave; e assim foi, diz o Senhor DEUS.
Além disto, tomaste a teus filhos e tuas filhas, que me tinhas gerado, e os sacrificaste a elas, para serem consumidos; acaso é pequena a tua prostituição?
E mataste a meus filhos, e os entregaste a elas para os fazerem passar pelo fogo.
E em todas as tuas abominações, e nas tuas prostituições, não te lembraste dos dias da tua mocidade, quando tu estavas nua e descoberta, e revolvida no teu sangue."
(Ezequiel 16:4-22)
A serpente não poderia em nenhum momento tomar Eva como sua fêmea, pois eram de espécies diferentes, mas através do dialogo com o animal, Eva foi possuída por um espírito que a levou a se submeter à zoofilia, ou seja, como estava nua assim como os demais animais, se permitiu pelo aliciamento de satanás que fosse violentada, o que em nossos dias, pela nossa lei, afirma que qualquer um adulto que faz sexo com uma criança ou adolescente comete abuso de estupro. Vale lembrar que a serpente foi transformada por Deus na sua sentença, o que mostra que era bem diferente do atual animal assimilado hoje que é chamado de cobra. A serpente andava, pois foi feito rastejante; seu alimento era comum aos dos demais animais e tinha a capacidade de falar, ainda que antes de ser possuída por satanás pudesse somente repetir sons como fazem algumas aves.
Quando satanás conversava com ela através da serpente, estava na verdade entrando nela espiritualmente para corromper seus sentidos (como disse Paulo) e a enganou.

O irmão Branham disse que não foi um ataque rápido, mas uma conversa de longos anos que aos poucos foi sendo aceita como normal, como fazem os estelionatários e pedófilos, entre outros. Um aliciamento, dependendo da sua magnitude, leva anos para ser estabelecido. A serpente, ou o diabo, tinha apenas uma chance, pois se perdesse a oportunidade, nunca poderia conceber um diabo e nunca existiria um reino maligno na Terra. Com as atuais igrejas, o aliciamento de satanás começou com a ignorância dos indoutos e hoje atinge até mesmo os intelectuais. Durante todo o tempo em que Eva começou a ter os sentido aguçados para entender as palavras até o ato levaram anos de conversa fiada e sorrisos falsos por parte da serpente. Quando a satanás percebeu que Eva estava em tempo de amores, chegando o momento do acasalamento, então deu o bote fatal, usando a serpente como instrumento, para introduzir sua semente contaminada em Eva e abrir caminho para a sexualidade. Adão a encontrou manchada de sangue e fez para ela vestimentas que cobriu sua nudez, mas antes disso, vendo-a desolada com o abuso sofrido e Eva chamando-a a fazer sexo como a serpente fez, tomou-a em seus braços e fez a mesma coisa, dessa vez ejaculando seus espermatozoides que a fecundaria verdadeiramente. A ejaculação do animal dentro de Eva provavelmente não poderia gerar filhos, mas poderia contaminar seu útero com sua semente e quando fecundado pelo gameta masculino, gerando uma anomalia no DNA que atingiria o RNA e faria que nascessem filhos com características genéticas diferentes uns dos outros. Dessa forma nasceriam também os filhos do diabo, como Jesus disse: "Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira." (João 8:44). Creio que em breve a ciência fará uma declaração ousada sobre o assunto, com o mapeamento completo do genoma humano.


Se ambos os filhos fossem somente de Adão então todos teriam que ter a mesma característica genética do seu pai, com as mesmas aparência e fisionomias, além de serem imunes a enfermidades e doenças hereditárias. Em cruzamentos de genes, é quase impossível que um casal de asiáticos legítimos gerem um descendente africano de pele negra, assim como o inverso. Até pouco tempo atrás, acreditava-se cegamente que os filhos eram o sangue dos pais, agora já se sabe que é o DNA. Com a contaminação da mulher pela parafilia surgiu então as doenças mentais, físicas e espirituais. Os praticantes de iniquidade já nascem com essas características e como os filhos de Deus foram misturados com os filhos dos homens, já não há como taxar um segmento como sendo do maligno e outro sendo santo. Por isso a pregação do Evangelho para revelar quem é quem como está escrito: "Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo. Qualquer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, não é de Deus." (1 João 3:10)

Já foi noticiado casos em que uma mulher prostituta gerou filhos gêmeos ou mais de pais diferentes em uma mesma concepção. A Revista Superinteressante publicou um artigo falando sobre essa anomalia. Um estudo aprofundado do genoma humano poderia dizer se a fecundação inicial foi causada por duas sementes ou por contaminação. O certo é que a Bíblia fala acerca de duas sementes que foram semeadas no campo e uma foi o maligno que a semeou e outra foram os anjos, como a parábola do joio e do trigo. Como a serpente foi transformada, a pista seria encontrar a chave primária da mutação que gera nos seres humanos anomalias que vão desde o fenótipo e genótipo, patologias e psiquismos até as composições espirituais que leva as pessoas a serem idólatras e malignas, ou gentis e santas. Um câncer, por exemplo, é uma anomalia genética que pode ser causada por uma lesão em um lugar que possui uma deficiência ou por causa genética hereditária, mas que segundo o irmão Branham é desenvolvido pela presença de um espírito maligno que na oração pode ser expulso e o corpo retomar a cura (mensagem: demonologia)
Eva foi dada a Adão para ser sua companheira e somente dele. Para satanás e os atuais seguidores dele, a zoofilia é coisa comum, que ajuda no descobrimento do prazer e da sensualidade. Já ouvi e li sobre inúmeros psicólogos que alegam que o prazer sexual iniciado o quanto antes proporciona mais prazeres, o que é uma mentira, pois uma criança não está pronta sexualmente para esse fim.
Eva, como já foi citado, estava em tempos de amores e Adão seria seu único par, pois Deus fez apenas um homem e uma mulher. Adão antes do nascimento de Eva se entristeceu e foi a primeira vez na Bíblia que Deus diz algo negativo, pois tudo até então criado por Deus era bom, como cita as escrituras.
Adão colocou nome nos animais e até a serpente estava lá e foi nomeada por ele. Como Adão, sendo um homem absolutamente saudável e aflorando em si a sexualidade estava só, a serpente que era usada por satanás estava ali ao derredor esperando oportunidade de ser possuída já que era hermafrodita, pois a Bíblia não cita uma fêmea ou um macho como parceiro desse animal repugnante, que posteriormente foi transformado em uma cobra rastejante e de língua comprida, mas sem fala ou qualquer som vocal.
A serpente  era um animal hermafrodita e mesmo na sua condição peculiar assexuada não poderia tentar Adão, pois era perfeito no dia em que foi criado e isso significa que ele não poderia cair a não ser por vontade própria. Bastava uma única palavra dele e a serpente desapareceria da face da terra e satanás nunca mais poderia tentar uma nova aproximação, pois ele tinha o mesmo espírito que estava em Jesus que era o segundo Adão. O que nos leva a crer que a Serpente era hermafrodita é o fato de que apenas um único animal foi punido e não foi citado mais nenhum outro parente, exceto os filhos do diabo que são descendentes de Caim. Se houvesse uma fêmea ou um outro macho, certamente a Bíblia citaria, mas por ser um animal de nome epiceno, sua natureza pode ser avaliada pelos animais que possuem dois sexos ou homossexuais.
A tristeza que Adão sentiu foi por causa da presença maligna que o rodeava, que aos poucos foi abrindo seus olhos dentro da sua necessidade para reparar nos animais criados por Deus que estavam em duplas e se multiplicavam através da sexualidade e isso levou Adão a perder a felicidade de estar vivendo no paraíso, no reino de Deus, chamado Jardim do Éden. Então chegou a hora de Deus tirar o cromossomo x do homem e fazer a mulher com material genético semelhante para ser sua parceira. Deus poderia ter feito Eva do pó da Terra, como fez com Adão, mas isso poderia deixa-los com uma ligação frágil e independência que os afastaria deles o amor um pelo outro.
Na criação da mulher, o irmão Branham disse que satanás estava lá (mensagem: crueldade do pecado e suas consequências) e viu aquela linda mulher sendo formada no campo, com olhos azuis e cabelos negros que posteriormente se tornaria a mais bela mulher a pisar na face da Terra. Desde sua criação, quando um pedaço de carne tirado dele foi se tornando uma criança especial que Adão a amou e disse a famosa frase: “essa é carne da minha carne e ossos dos meus ossos”. Mas o diabo estava lá, com inveja da felicidade de Adão, vendo a oportunidade única para satisfazer sua cobiça e estabelecer seu reino maligno.
A princípio, Adão tinha a serpente como um animal doméstico de grande porte, que frequentava sua casa e andava solta no paraíso como se fosse um amigo do homem. A serpente era tão próximo do casal que Adão nem se importava se Eva saísse para dar umas voltinhas com a Serpente pelo jardim. Que mal haveria uma jovem bela e elegante, com os mesmos direitos que seu marido, andar no paraíso com uma criatura aparentemente dócil? No mundo moderno, as mulheres laodiceianas querem fazer o que bem querem sem ser chamadas a atenção, mesmo quando enganadas. Na lei de Moisés, uma mulher que praticasse ZOOFILIA deveria ser morta.

Também a mulher que se chegar a algum animal, para ajuntar-se com ele, aquela mulher matarás bem assim como o animal; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles.  Levítico 20:16

Quantas mulheres hoje em dia, que são casadas, que fazem isso? Provérbios 7 fala acerca dessa mulher que aproveita a ausência do marido para satisfazer seus caprichos mesquinhos de adúltera na primeira oportunidade. Basta o marido sair da sua presença para na sua ausência se submeter a caprichos sexuais de traição e adultério e quem se envolve com a dita não sabe que está ali contra a sua própria vida, pois esse ato certamente vai gerar morte. Na verdade, tanto homens quanto mulheres vivem se deliciando da mentira de satanás que propaga suas ideias malignas através da música, novelas e outros meios para que satisfaçam sua sexualidade em primeiro lugar, para que o satanismo se torne sempre presente entre os homens. Uma pessoa traída nunca consegue perdoar essa agressão espiritual e em alguns casos passa a fazer ainda pior; passa a odiar e desprezar até entes queridos que até então os amava. Os pais são punidos com pensão alimentícia e tem que ver seus filhos chamando outro homem de pai, tendo então os filhos dois ou mais pais. O amor que ele deve ter pelos filhos fica dividido entre paternidades e isso enfraquece o que deveria ser um sólido relacionamento. O diabo até tenta enganar essas vítimas da separação com propagandas de casos isolados que difundem a ideia de que um homem pode ser feliz convivendo com outro estranho que dorme com a mulher que um dia amou e que é possível o relacionamento de um casal separado. Como a mulher foi a primeira a causar a desgraça da humanidade, por desobedecer a seu voto com seu marido, passou a ser usada como ser desprezível por longos anos. A descendência de Caim foi a primeira a ter duas ou mais mulheres e isso foi aceito pela sua raça como coisa normal, inclusive a prática de homicídio. Hoje todos os pecadores têm direitos iguais de adulterar, trair, mentir, abandonar sua família a qualquer momento e começar outra.. e assim vai sendo alimentado o reino de satanás na Terra.

"O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os anjos." ( Mateus 13:39).

É comum, ainda em nossos dias, homens zelosos tentarem por diversos meios, impedir que sua mulher fique exposta na rua com vestimentas indecentes ou tendo amizades estranhas, andando com pessoas de sexo oposto. Alguns chegam a trancafiar sua mulher quando sai pra trabalhar, pois não vê nela a segurança necessária para sair afora, pois ela apresenta sintomas de imoralidade e não gera confiança, já que se expõe a qualquer um que a olha e a cobiça. Para tentar salvar seu relacionamento e manter seu lar estável, proíbe amizades estranhas e reage agressivamente, em alguns casos, com violência, quando há a aproximação de pessoas que podem transtornar o casamento. A lei proíbe esses atos de repreensão, mas não coíbe o adultério, o que privilegia os adúlteros a cometer qualquer ato extraconjugal. 
A contaminação viral no ventre da Mulher não poderia gerar um filho, mas poderia alterar os cromossomos para então nascer pessoas doentes, como foi o caso de Caim, que tinha quimeirismo. Essa doença é similar a microcefalia, onde um virus entra na corrente sanguínea e altera o DNA do feto e faz com que apareça deformações, principalmente no crânio e perda de massa encefálica.

De Adão, Deus fez Eva e começou a multiplicar a raça humana, mas antes que Adão conhecesse Eva a serpente a contaminou, mas todos nasceram humanos. 
"E de um só (sangue) fez toda a geração dos homens, para habitar sobre toda a face da terra, determinando os tempos já dantes ordenados, e os limites da sua habitação;" (Atos 17:26) .
Adão foi o primeiro homem criado, e que  realmente não pode ser aplicado a figura da serpente ser meio homem ou mesmo a Noé esse homem, já que o texto não cita as mulheres que entraram na arca com Noé. Após o Dilúvio, Deus deu a mesma ordem para Noé:  "E abençoou Deus a Noé e a seus filhos, e disse-lhes: Frutificai e multiplicai-vos e enchei a terra." (Gênesis 9:1). Dessa forma, existem duas criações e precisa ser analisado com mais coerência de qual dos dois homens foram ditas essa citação. Como o diabo não pode criar nada, e os corpos que usa são criados por Deus, então toda as descendências são heranças que partem de uma codificação genética humana que só poderia ser de Adão.

Essa anomalia genética que a serpente introduziu no útero da mulher antes que Adão tivesse a conhecido, contaminou seu ventre e quando Adão a viu manchada de sangue então fez a mesma coisa e isso que engravidou a mulher, trazendo filho gêmeos, onde um nasceu com quimeirismo e outro com o fenótipo do pai com o Gene Recessivo da Serpente. Caim só poderia matar Abel se ele fosse mortal e para ser mortal, ele teria que seu DNA alterado a ponto de não resistir ao ferimento que seu irmão lhe causou. Como a obediência a Palavra era Árvore da Vida para Adão e Eva, para os filhos que já nasceram em pecado a árvore estava inacessível, por isso eles tiveram que fazer um culto. A morte entrou no mundo através do pecado de Adão e Eva e depois passou para seus filhos. Eva foi contaminada e depois contaminou Adão e os gêmeos que depois foram gerados, por isso todos morreram. 

A desobediência é um fruto espiritual, tanto quanto o engano, a mentira, o adultério, prostituição e outras obras das trevas. O irmão Branham lembra que "pecado não é matar, roubar, beber, fumar, etc, mas não crer. " Pecado é incredulidade. Portanto, para se cometer pecado, tem que estar ligado a uma árvore principal, ter uma tendência natural em aceitar o erro e comer os frutos que o pecado oferece. Na verdade, no Éden tinha duas árvores na qual o homem deveria conhecer profundamente, pois eram árvores espirituais e o fruto de cada uma se revelaria nas suas obras. Quem comesse da árvore da vida viveria para sempre, pois teria vida em si mesmo, pois a vida provém de Deus; e comer da árvore do conhecimento do bem e do mal traria morte, pois através desse conhecimento, saberiam fazer as coisas certas e as coisas erradas e pela natureza pecaminosa dessa árvore maligna, ainda que fizesse o bem, praticaria o mal, pois a semente dessa árvore é o pecado
"Mas graças a Deus que, tendo sido servos do pecado, obedecestes de coração à forma de doutrina a que fostes entregues.
E, libertados do pecado, fostes feitos servos da justiça.
Falo como homem, pela fraqueza da vossa carne; pois que, assim como apresentastes os vossos membros para servirem à imundícia, e à maldade para maldade, assim apresentai agora os vossos membros para servirem à justiça para santificação.
Porque, quando éreis servos do pecado, estáveis livres da justiça.
E que fruto tínheis então das coisas de que agora vos envergonhais? Porque o fim delas é a morte.
Mas agora, libertados do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna.
Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor."
Romanos 6:17-23


"E, se as primícias são santas, também a massa o é; se a raiz é santa, também os ramos o são.
E se alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo zambujeiro, foste enxertado em lugar deles, e feito participante da raiz e da seiva da oliveira,
Não te glories contra os ramos; e, se contra eles te gloriares, não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz a ti.
Dirás, pois: Os ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado.
Está bem; pela sua incredulidade foram quebrados, e tu estás em pé pela fé. Então não te ensoberbeças, mas teme.
Porque, se Deus não poupou os ramos naturais, teme que não te poupe a ti também.
Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas para contigo, benignidade, se permaneceres na sua benignidade; de outra maneira também tu serás cortado.
E também eles, se não permanecerem na incredulidade, serão enxertados; porque poderoso é Deus para os tornar a enxertar.
Porque, se tu foste cortado do natural zambujeiro e, contra a natureza, enxertado na boa oliveira, quanto mais esses, que são naturais, serão enxertados na sua própria oliveira!
Porque não quero, irmãos, que ignoreis este segredo (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado.
E assim todo o Israel será salvo, como está escrito: De Sião virá o Libertador, E desviará de Jacó as impiedades.
E esta será a minha aliança com eles, Quando eu tirar os seus pecados.
Assim que, quanto ao evangelho, são inimigos por causa de vós; mas, quanto à eleição, amados por causa dos pais".
Romanos 11:16-28


RESUMO
Não foi o simples fato de comer uma fruta, pois Deus mesmo disse que poderiam comer dos frutos de todas as árvores naturais (Gênesis 2:9). como poderia Deus dizer que poderiam comer de todas as frutas e depois puní-los? Tratava-se de uma metáfora, que se referia a um fruto espiritual. O ato em si de desobediência é um fruto que originou de uma tentação. A árvore do conhecimento não era uma árvore comum, pois quem pode adquirir ciência comendo uma fruta? Somente em fábulas arcaicas. Essa árvore foi citada por Ezequiel como sendo Faraó, mas certamente esse rei não estava lá, e sim, o espírito que habitava nele, como foi citado no comentário anterior sobre o rei de Tiro

Dissecando o texto, nota-se que a Serpente era uma coisa, a árvore outra, o fruto outra e o ato de desobedecer outra coisa. Quem era a serpente? "E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele." (Apocalipse 12:9) Esse texto por si só já mostra quem era a serpente, ou seja, um animal possuído por um espírito maligno. A árvore não era a serpente, mas o espírito que conhece o bem e o mal, um querubim ungindo, protetor de pedras preciosas, como disse Ezequiel 28.12-15 e que estava no Éden em Ezequiel 31.7-18. Agora, falando de Eva, a Jerusalém natural, o profeta disse que ela se prostituía com todos os que passavam Ezequiel 16.4-22. Quem não tinha umbigo? Quem estava nua e descoberta e que se prostituiu aceitando propostas de estranhos? Quem é a mãe de todos os viventes, enquanto de Adão não se diz que ele era o pai de todos os viventes? Adão representa Deus na terra e a mulher (Eva) a igreja que foi maculada antes do casamento. A morte veio por um homem (Adão) mas não foi Eva que foi enganada? Paulo disse: "E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão." (1 Timóteo 2:14). Adão sabia o que estava fazendo, cometendo dolo, pois encobriu o pecado (Jó 31.33). Se desobedecer comendo fruta é pecado, então por que Deus disse que aumentaria grandemente a dor, tua conceição e TEU DESEJO SERÁ PARA TEU MARIDO E ELE TE DOMINARÁ? (Gn 3.16). Em um conhecimento de Adão nasceram dois filhos (gêmeos) mas Eva disse que tinha alcançado UM VARÃO do Senhor (Gn 4.1-2). Este varão, certamente era Abel, pois Caim era do maligno.



O que a serpente prometeu para Eva foi a eternidade e por isso que surgiu a figura mitológica chamada OUROBOROS.



a semente da serpente na  wikipedia
http://pt.wikipedia.org/wiki/Pecado_original
http://pt.wikipedia.org/wiki/Semente_da_serpente


Nenhum comentário: