2 de junho de 2015

Os quatro cavaleiros do Apocalipse

E, havendo o Cordeiro aberto um dos selos, olhei, e ouvi um dos quatro animais, que dizia como em voz de trovão: Vem, e vê.
E olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e saiu vitorioso, e para vencer.
E, havendo aberto o segundo selo, ouvi o segundo animal, dizendo: Vem, e vê.
E saiu outro cavalo, vermelho; e ao que estava assentado sobre ele foi dado que tirasse a paz da terra, e que se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada.
E, havendo aberto o terceiro selo, ouvi dizer o terceiro animal: Vem, e vê. E olhei, e eis um cavalo preto e o que sobre ele estava assentado tinha uma balança em sua mão.
E ouvi uma voz no meio dos quatro animais, que dizia: Uma medida de trigo por um dinheiro, e três medidas de cevada por um dinheiro; e não danifiques o azeite e o vinho.
E, havendo aberto o quarto selo, ouvi a voz do quarto animal, que dizia: Vem, e vê.
E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra.


Os quatro cavaleiros estão facilmente identificado em outras citações bíblicas como os quatro ventos e tem particularidades específicas relacionadas aos quatro cantos da terra, onde predomina também as quatro cores de peles dominante na humanidade.

CAVALO BRANCO

E, havendo o Cordeiro aberto um dos selos, olhei, e ouvi um dos quatro animais, que dizia como em voz de trovão: Vem, e vê.
E olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e saiu vitorioso, e para vencer.
Apocalipse 6:1,2
O cavaleiro é sempre o anticristo, que saiu com a bandeira do cristianismo - que é um ismo de Cristo - na cor branca para enganar. Não só na religião, mas também em todos segmentos religiosos e político, em facções a coisas similares, onde pessoas se reúnem por qualquer que seja o motivo, a ideia inicial sempre parte na cor branca. Seja em uma necessidade, seja no oportunismo, o cavaleiro do cavalo branco sai sempre para enganar, usando verdades. Se começasse mentindo desde o princípio não enganaria ninguém, por isso usa sempre algo verdadeiro e atraente.
O cavaleiro do cavalo branco é satanás, que vem montando em uma besta portanto UM ARCO mas sem a FLECHA, ou seja, desarmado, mas com algo intimidador. É o mesmo que um revólver sem munição, que pode enganar facilmente, mas sem poder de fogo.
Da mesma forma, satanás começou seu ministério de mentira no Éden, onde a serpente foi o objeto usado para ENGANAR a mulher. Usou argumentos lógico, mas distorcendo a verdade e oferecendo o impossível - que é a vida eterna. A proposta aparentemente inofensiva levou a mulher a permitir um ato promíscuo em que se contaminou e a consequência foi estendida a seu marido, que ingenuamente não buscou primeiramente no Senhor Deus a confirmação dessa novidade. O resultado foi a entrada do reino de satanás na Terra, contaminando toda a humanidade.
A coroa revela o desejo de governar - de ser rei - e em qualquer oportunidade ele se lança como chefe, querendo ser líder, para ser venerado e adorado por seus seguidores. Pastores e bispos, papa, presidentes e governadores, chefes e qualquer um indivíduo que sobe em um tijolinho pode revelar esse espírito maligno dentro dele pelas atitudes. Os psicopatas comunitário normalmente conseguem se promover por causa da convicção que possuem em seus argumentos e a formam seguidores com ideias atrativas, porém nocivas posteriormente.
Quando uma pessoa se levanta dizendo ser alguma coisa para atrair multidões e não defende a verdade, então se revela naturalmente um anticristo. Qualquer mentira vem a principio de verdades - no plural - onde os argumentos prevalecem sobre o que é verdadeiro, levando a verdade a ser substituída pela mentira.
No caso político, tudo que os políticos pedem é o VOTO DE CONFIANÇA. Quem vota, normalmente vota por emulação ou por acreditarem em promessas que nunca serão cumpridas, ou mesmo por desprezo, onde elegem candidatos aparentemente inofensivos e divertidos, mas a consequência é a morte. No cristianismo, o anticristo vem normalmente pedindo oportunidades para pregar, até oram e apresentam uma santidade farisaica, mas até alcançarem seus objetivos. A grande e esmagadora quantidade de igrejas evangélicas saíram do catolicismo e agora fazem até pior do que antes. Facções como espiritismo e afins, aparentemente se mostram inocentes, mas a consequência é terrível, pois cometem abominações, assim como as igrejas que levantam ídolos tanto de pedra como de pessoas com dons.
Se uma pessoa diz que está mentindo então ninguém vai acreditar, mas se usar a verdade como base, então ele passa a distorcer essa verdade e engana quem acredita. Para enganar a primeira coisa que o diabo diz é: tenha confiança em mim!!

O CAVALO VERMELHO
E, havendo aberto o segundo selo, ouvi o segundo animal, dizendo: Vem, e vê.
E saiu outro cavalo, vermelho; e ao que estava assentado sobre ele foi dado que tirasse a paz da terra, e que se matassem uns aos outros; e foi-lhe dada uma grande espada.
Apocalipse 6:3,4

É o mesmo cavaleiro - o anticristo - mas agora tem uma espada e permissão para matar uns aos outros. Como cavalo branco, ou bandeira branca, o cavaleiro quando passa a reinar ou governar, então passa a MATAR SEUS OPOSITORES jogando uns contra os outros, onde somente ele é e deve ser adorado. Só esse cavaleiro que está certo e todos estão errados e toda política religiosa que exerce é para jogar uns contra os outros, onde pai mata filho e filho mata pai, irmão contra irmão, ou seja: não importa a religião ou partido político, ideia ou organização, um sempre será jogado contra o outro e o cavaleiro se levanta para matar os que não concordam com ele. Os favoráveis o anticristo dá uma falsa impressão de paz.

CAVALO PRETO

E, havendo aberto o terceiro selo, ouvi dizer o terceiro animal: Vem, e vê. E olhei, e eis um cavalo preto e o que sobre ele estava assentado tinha uma balança em sua mão.
E ouvi uma voz no meio dos quatro animais, que dizia: Uma medida de trigo por um dinheiro, e três medidas de cevada por um dinheiro; e não danifiques o azeite e o vinho.
Apocalipse 6:5,6


Uma vez conquistado seu domínio, o cavaleiro muda novamente sua cor e agora tudo é trevas. Não há luz para os que estão arrolados ou alienados no seu sistema. Não há mais esperança e então o cavaleiro passa a vender a verdade e a revelação. Isso aconteceu no capitalismo e outros ismos, como comunismo, nazismo, islamismo, cristianismo e tudo que é ismos.. Cria-se um personalismo clientelista, onde o membro arrolado ou alienado passa a pertencer ao sistema. A Balança, que serve para pesar normalmente tem dois pesos e duas medidas e a sua forma de exercer a justiça é enganosa, favorecendo uns e prejudicando outros. Esse cavaleiro passa a ter o monopólio sobre o comércio, fazendo que só se possa comprar ou vender o que tiver a sua marca, que é a marca da besta.

CAVALO AMARELO

E, havendo aberto o quarto selo, ouvi a voz do quarto animal, que dizia: Vem, e vê.
E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra.
Apocalipse 6:7,8


Este é o último ciclo desse cavaleiro, que estende seu domínio para toda a terra. No particular, o cavaleiro normalmente começa enganando e arrastando seguidores, até que se torna rei, então muda para vermelho e passa a matar os opositores. Depois disso, então passa a decidir ou julgar conforme seus interesses, vendendo esperança e religião. Uma vez completo o ciclo, então passa a matar os próprios seguidores. O nome de morte só é revelado no final do ciclo, quando então já não resta mais esperança e todos os seus seguidores são pessoas malignas e onde passam destroem tudo. Por causa do juízo de Deus por não terem aceitado o arrependimento e a verdade, então a morte passa a reinar nos pecadores e essa última quarta parte da terra é destruída.

Zacarias afirma que os quatro cavaleiros são os quatro ventos que são enviados para toda a terra e em cada tempo esses espíritos se manifestam, assim como foi nos quatro reinos da Terra: Babilônia, Medos-Persas, Grécia e por último o reino de Roma.
Roma teve seu domínio espalhado para os quatro cantos da terra e esses espíritos foram enviados para trazer o juízo de Deus sobre os que escolheram a iniquidade.

MENSAGEM - A MARCA DA BESTA - 13/05/1954
13 de maio de 1954 -Jeffersonville - Indiana - E.U.A. -Tradução - EUA

64 Agora Ele prometeu, no mundo ocidental, o sol se levanta no leste, no início da dispensação da graça, e agora o sol está se pondo no oeste, sobre o povo ocidental. Nós somos o povo ocidental. [O irmão Branham bate no púlpito três vezes - Ed.] E Ele prometeu que haveria um reavivamento e haveria Luz no tempo da tarde. Aqui estamos. A Luz está brilhando, “e as trevas não A compreenderam.” É isto. “Os homens amam mais as más obras do que as boas obras.”
65 Mas está para se pôr no horizonte além. E seja qual for a pequena Luz que temos, agarre-se a Ela. Veja, é o mesmo sol que se levantou lá sobre os judeus, que está se pondo aqui sobre os gentios. No decorrer de toda a era aqui, ao longo destes dois mil anos, eles tiveram isto, e aquilo, e organizações, e dispensações, e isto e aquilo. E as pessoas não sabem onde se encontram. 
66 Mas a Bíblia promete, Deus prometeu através do profeta, que, “no tempo da tarde, haveria Luz.” Haverá Luz no tempo da tarde. Creio que estamos aqui. O sol está se pondo. A natureza toda está gemendo, clamando por aquele dia. Note.
67 Agora verificamos, que, o que eles tinham lá na primeira era da igreja, eles tinham uma estranha doutrina. No princípio, ela simplesmente tornou-se algumas “obras.” Ele disse: “Tu odeias as obras dos nicolaítas.” 
68 Gostaria de saber quem foram os nicolaítas? Pesquisei isso na história, repetidas vezes, através dos melhores comentários que pude encontrar, e ninguém consegue saber, a não ser que tenha sido uma doutrina começada por um homem, Nic, Nicolas, o qual devia ter sido um dos apóstolos que se desviou. Ele estabeleceu um credo para si, ou algo assim, e dali começaram os nicolaítas. Foram obras, primeiro. E o que foi “obras” em Éfeso, na próxima era da igreja tornou-se uma “doutrina.” E então entrou na idade das trevas da perseguição.
69 Agora aquela mesma doutrina nicolaíta que começou aqui na primeira igreja, depois das primeiras três ou quatro etapas de apóstolos, tornou-se uma obra. Começaram a pensar: “Bem, isto deve ser Isto.” Agora todos vocês sabem no que isto deu, e vocês leitores da Bíblia.
70 Agora, começou por volta de 600 d.C. e... ou 306, o que chamam de conversão de Constantino. Ele nunca se converteu. O sujeito que fizesse as coisas sujas que aquele homem fez, não seria convertido. Isso mesmo. A única coisa que ele alguma vez fez, que havia alguma - alguma religião conectada de todos os modos, foi que ele colocou uma cruz na igreja de Santa Sofia. Não foi isso algo digno, pelo qual ir para o Céu? Muito bem. Ele disse aos cristãos, que se vencesse aquela guerra, tornar-se-ia cristão. E eles oraram. E ele saiu e venceu a guerra, ou venceu a batalha, e voltou e disse: “Bem, eu me unirei à igreja.” Um tipo muito bonito do membro morno de igreja de hoje. Isso mesmo. Colocou a cruz em cima da igreja.
71 Após sua morte... Ele teve dois filhos, três filhos; Constantino, Constâncio, e Constan-tinopla, o que começou a formar o leste e oeste de Roma, e se dividiram. E ali então, tornou-se o Império Otomano, nessa época.
72 E então, eles, por volta da segunda etapa, ou terceira, quarta etapa dos apóstolos; e então, logo, começaram a contender entre si. E se dividiram, um pequeno ismo. 
73 Todos, tome uma igreja... Lá, quando aquela igreja metodista wesleyana esteve no poder, ela foi poder quando João Wesley esteve aqui. A luterana foi, em seu dia; e cada uma. Mas, basta o fundador morrer, e então se desviam.
74 Quando o Senhor primeiramente apareceu lá; quando quiseram que eu começasse, a fazer uma organização Disto, assim por diante. Eu vim até aqui, e vi onde Dwight Moody, um grande fundador, o Instituto Bíblico Moody. E pensei: “Se Dwight Moody pudesse olhar para este Instituto Bíblico; o que aquele homem apoiou, e o que fazem agora!”

75 Bem, eu disse: “Vejam aqui, vejam, que seria se - se Wesley, Calvino, Knox, Finney, Sankey, ou Finney, qualquer um deles, pudesse se levantar hoje, e ver em que condição sua igreja está!” Oh, que coisa! Veja, a primeira etapa, quando o homem se encontra ali, ele mantém a Verdade. 

Citações do profeta sobre os selos, as trombetas e as Eras da Igreja

Nenhum comentário: